• Envie para um amigo

    Favor Preencher
    Favor Preencher
    Insira um Email Válido
Artigo

3 maneiras de incorporar oração em grupo ao seu estudo bíblico

Melissa Kruger 23 de Novembro de 2016 - Práticas da Igreja

Quando falo com líderes de estudos bíblicos, uma preocupação surge vez após vez: Como podemos equilibrar em profundidade o estudo da Bíblia com o tempo de oração? Quais são algumas maneiras práticas para incentivarmos o estudo sério da Bíblia e, ao mesmo tempo, construirmos uma comunidade através da oração com o outro? Atos 2.42 descreve o compromisso da igreja primitiva com as Escrituras, com a oração e com a comunhão. Como podem os nossos grupos modelarem esta abordagem sem gastar todo o nosso tempo em um ou em outro? 

Ao longo dos anos tenho participado de uma variedade de grupos, alguns pequenos e alguns grandes. Obviamente, o tamanho do grupo afeta a capacidade do líder de promover a intimidade entre os seus membros (a maioria dos conselhos que se seguem funcionam razoavelmente bem para pequenos grupos, de 5 a 30 membros).

Aqui estão três práticas que eu encontrei que podem ser bastante úteis.

1. Manter listas de oração

Uma maneira fácil de manter-se uns com os outros é passar uma lista de oração no início de cada estudo bíblico. Escrever pedidos de oração proporciona às mulheres a oportunidade de compartilhar, sem pressioná-las a compartilhar. Isso também limita o tempo gasto com pedidos de oração já que as pessoas tendem a ser mais concisas por escrito (por exemplo, deixam de fora a história por trás da história).

No final do encontro, pedimos para uma pessoa digitar os pedidos e enviá-los por e-mail para os outros membros do grupo. Nós encorajamos cada mulher na lista a orar pela mulher antes e depois de seu nome, separando um tempo para checar no meio da semana por quaisquer atualizações específicas. Este sistema simples cultiva a comunhão mediante a oração e o cuidado entre todos os membros do grupo, não apenas a dependência de um líder para fazer toda a “checagem”. Também concentra a maior parte de nosso tempo semanal juntas em estudar as Escrituras com profundidade.

2. Incorporar sessões de oração

Nós também dedicamos determinadas sessões de estudo da Bíblia inteiramente à oração. A cada cinco ou seis semanas, suspendemos nosso estudo normal e dedicamos o tempo todo para termos comunhão em oração. Como o nosso grupo cresceu, temos dividido em pequenos grupos de cinco ou seis para permitir um tempo adequado para a partilha de pedidos e para a oração.

E nós sempre abrimos o nosso tempo de oração com um incentivo “Três B's” de compartilhar: seja Breve, seja Bíblico e seja Benéfico.

Seja breve

Provérbios 10.19 sabiamente nos diz: “No muito falar não falta transgressão”. Mas, às vezes, não é apenas o conteúdo de nossas palavras, mas o tempo que levamos para compartilhar, que pode ser um problema. Como queremos que cada mulher tenha igualdade de oportunidade para compartilhar, encorajamos brevidade.  

Seja bíblica

O salmista orou: “As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, SENHOR, rocha minha e redentor meu!” (Salmo 19.14). Pedimos às mulheres que compartilhem livremente, mas que também evitem fofocas ou conversas negativas sobre outros. Você pode compartilhar suas necessidades, sem aprofundar os pecados dos outros. Pedimos também as mulheres que considerem e compartilhem durante o nosso tempo de oração como o nosso estudo das Escrituras desafiou-as de novas maneiras. É uma grande alegria usar da linguagem das passagens que estamos estudando semana após semana para oferecer uma oração cheia da Palavra de Deus. Orar as Escrituras é uma maneira que Deus utiliza para introduzir amavelmente sua beleza e verdade em nossos corações.

Seja benéfica

Antes de cada estudo de oração pedimos às mulheres que considerem uma pergunta: O que estou prestes a compartilhar é proveitoso para os outros? Será que está concordando com a verdade de Efésios 4.29?

Nossa esperança em fornecer os Três B's não é abafar ou mecanizar nosso tempo de oração, mas prevenir de torná-lo um trem desgovernado que poderia ter mil direções diferentes. As diretrizes permitem que o nosso tempo seja uma bênção para todas nós. Gostamos da doce comunhão. Rimos, choramos e oramos. 

3. Implantar líderes de oração

Quando um estudo bíblico cresce, é difícil para um professor atender às diversas necessidades de todos no grupo. Cada mulher está lutando em várias maneiras. Algumas falam sobre o que está acontecendo, enquanto outras esperam até que alguém pergunte a elas. Para a maioria dos líderes, é difícil equilibrar a responsabilidade de ensinar junto com o cuidado espiritual quando os grupos aumentam de tamanho.

Para ajudar a arcar com o peso de cuidado, temos procurado mulheres espiritualmente maduras para servirem como líderes de oração. Dividimos o estudo bíblico em grupos de cinco mulheres para cada líder de oração. Esta líder se atualiza regularmente com as mulheres em seu grupo menor, se informa sobre os pedidos de oração, e entra em contato com qualquer pessoa que não tenha visto por um tempo. Nesses dias, a cada poucas semanas, quando temos uma reunião de oração ao invés de um estudo bíblico, dividimos nesses grupos para promover a intimidade no meio de um grupo maior.

Modelando Atos 2.42

O uso listas de oração na reunião, a incorporação de orações em grupo, e a implantação de líderes para pastorear mulheres tem ajudado a promover estudos bíblicos que integram comunhão pela oração com o ensino substancial da Palavra.

Pela graça de Deus, esperamos modelar a comunhão exibida em Atos 2.42: “E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações”.

 


Nota do Editor: Este artigo faz parte de uma série que aborda questões específicas relacionadas com o ministério entre as mulheres através da igreja local.Temos uma equipe de mulheres animada para responder a um seleto número de perguntas. Por favor, envie todas as perguntas sobre ministério de mulheres para nossa coordenadora de Iniciativas para Mulheres, Mallie Taylor (mallie.taylor [@] thegospelcoalition.org).

Em seguida, faça questão de obter uma cópia do livro “Ministério de Mulheres: Amando e Servindo a Igreja por meio da Palavra” (Editora Fiel).   Este livro apresenta uma visão para o ministério entre as mulheres que é fundamentada na Palavra de Deus, cresce no contexto do corpo de Cristo e tem como objetivo a glória do Filho de Deus. Você também pode participar de uma das Conferências para Mulheres do The Gospel Coalition.

Anteriormente nesta série:

Por que um ministério de mulheres? (Kathleen Nielson)
5 maneiras de ministrar a mulheres em crise (Kristie Anyabwile)
5 perguntas a serem feitas ao escolher material de estudo bíblico para grupos de mulheres (Maria Willson)

 

Tradução: Samanta Stein da Silva

Hits: 3429


O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Receba nossas Notificações



Melissa Kruger
Autor Melissa Kruger

Melissa Kruger serve como Coordenadora do Ministério de Mulheres da Igreja Uptown em Charlotte, Carolina do Norte e é a autora do livro “A Inveja...



The Gospel Coalition
Parceiro The Gospel Coalition

O Ministério The Gospel Coalition (TGC) é uma comunidade de igrejas evangélicas, profundamente comprometidas com a renovação da...

Produtos Relacionados

Não há produto relacionado