• Envie para um amigo

    Favor Preencher
    Favor Preencher
    Insira um Email Válido
Artigo

7 Perguntas a serem feitas antes de ministrar às mulheres solteiras

Mary Willson 27 de Novembro de 2017 - Família

Na atual etapa de minha vida, tenho a alegria de ministrar entre mulheres de diversos estágios de vida, circunstâncias, culturas e regiões geográficas. Por ser solteira, muitas dessas mulheres me fazem perguntas, de forma pública e privada, sobre a solteirice e o ministério entre solteiros. Sou constantemente lembrada de quão importante é que nós, pessoas solteiras, nos envolvamos com homens e mulheres em diferentes estágios de vida e circunstâncias (e vice-versa!). Nossa comunhão com todo o corpo ajuda a cultivar a empatia por irmãos e irmãs em Cristo que estão solitários no casamento ou que têm filhos em rebeldia contra Cristo, ou que são pobres, ou que enfrentam doenças crônicas ou… a lista continua. Somos uma família no Senhor Jesus, e isso deve moldar a forma como falamos sobre a solteirice entre os cristãos.

Abaixo, compilei as questões que as mulheres me fazem com mais frequência. Pastor, enquanto você estiver pregando as Escrituras e pensando em aplicar o texto, pode considerar se ele aborda questões como estas. Se você tratar de uma destas questões por semana, durante um ano, considere como as pessoas solteiras podem ser equipadas! Também pode ser útil discutir questões específicas com os líderes do ministério em sua igreja, organizar um seminário para pessoas solteiras em encontros cristãos ou escrever um artigo pastoral sobre questões relacionadas à vida como família na igreja.

Duas ressalvas. Primeiramente, muitos homens solteiros podem fazer essas mesmas perguntas. Concentrei-me nas questões das mulheres simplesmente porque isso reflete minha experiência predominante. Em segundo lugar, ouço regularmente pessoas solteiras dizerem que não gostam quando outros assumem que todas as pessoas solteiras são iguais. Nem todas as mulheres solteiras, por exemplo, querem se casar e/ou dar à luz filhos. Nem todas as mulheres solteiras se sentem inseguras sobre serem solteiras. Nem todas as mulheres solteiras pensam que sua solteirice afeta suas relações profissionais. E assim por diante. As pessoas solteiras não são monolíticas, nem as perguntas que elas fazem.

Então, aqui estão as perguntas que algumas mulheres cristãs solteiras fazem.

1. Perguntas relativas à identidade.

Como solteira, você já sentiu que algo está errado com você? Caso sim, como lida com esse sentimento — é o tipo de coisa que você ignora, ou o tipo de coisa sobre o que você conversa com outra pessoa para checar se é verdade? Você sente vergonha por ser solteira? Você luta com questões de identidade porque você tem uma personalidade forte? (Aparentemente, tenho uma personalidade forte). Você já pensou que seria melhor ajustar a sua personalidade para atrair um homem que de outra forma poderia ser intimidado por você? Por que todos assumem que estou tendo uma crise de identidade só porque sou solteira? Por que Deus me designaria como uma cuidadora (ou qualquer outra coisa) e me daria desejos tão fortes de conhecer a intimidade no casamento e na maternidade e, ainda assim, me privaria disso? Como experimentarei satisfação na vida com desejos e anelos insatisfeitos que são primordiais para mim?

2. Perguntas relativas à solidão e à perda.

Com que frequência você se sente realmente sozinha? Que tipo de relacionamentos você cultiva em sua vida para evitar ficar sozinha? Eu sempre ficarei triste por ser solteira, ou isso é temporário? O que significa ser “contente” em minha solteirice? Posso estar triste e contente ao mesmo tempo? Por que os dias de feriado são tão solitários para mim e eu deveria começar a ter diferentes tradições de feriados como uma pessoa solteira para que eles não sejam tão horríveis? O que faço quando todos os meus amigos são casados ??e com filhos e eles só falam sobre seus filhos quando nos reunimos? É importante ter amigos que também são solteiros? Como você lida com tristeza e inveja quando uma amiga passa pelo noivado ou casamento, ou anuncia que está grávida ou fala sobre a vida sexual dela? Como eu deveria “me alegrar com aquelas que se alegram” quando noivam ou estão grávidas, se elas não “choram com aquelas que choram”, como eu? Com que frequência você se perturba por talvez nunca ser mãe? É certo se afligir assim, por antecipação (como por volta dos seus 20 e 30 anos), e como você se aflige de maneira saudável? Como você lida com o medo de estar sozinha em sua velhice, com ninguém para cuidar de você?

3. Perguntas relativas ao ambiente de trabalho e ao “equilíbrio trabalho /vida”.

Quais são os “limites” saudáveis ??para uma pessoa solteira? Quais hábitos você cultiva como profissional para garantir que você fique saudável espiritual, emocional e fisicamente? O que você faz quando o seu chefe aproveita a sua solteirice, fazendo você participar de todas as reuniões noturnas, trabalhar aos feriados, etc.? (Eu ouço isso sobre os chefes com mais frequência de mulheres no ministério ocupacional em tempo integral). Você utiliza as suas férias de maneira diferente como solteira, para ter certeza de que terá um descanso e uma renovação adequados? Como você não é casada, você tem alguém para quem prestar contas a fim de que não permita que o trabalho consuma a sua vida? Quando meus amigos casados ??falam sobre tudo com o que estão “fazendo malabarismo”, eles não entendem que tenho que tomar todas as decisões importantes por mim mesma e lidar com toda a logística da vida sozinha — e fazer tudo isso com uma única renda? O que faço quando sinto que um colega casado está agindo de modo inadequado comigo ou com outra mulher? É errado que eu, por estar sempre no escritório ou viajando a trabalho, me aproxime de meus colegas de trabalho (a maioria homens casados) para atender às minhas necessidades emocionais?

4. Perguntas relativas ao namoro.

Como é uma amizade saudável com um homem? As mulheres e homens solteiros de idade semelhante podem “ser apenas amigos” e, em caso afirmativo, como? É errado eu tomar a iniciativa com um homem para buscar um potencial relacionamento romântico com ele? Se eu agir de modo diferente para tentar encontrar um marido, isso significa que não estou confiando na soberania de Deus? O que você pensa sobre encontros online? Como posso confiar em Deus quando estou sem namorar por uma década? Com relação às práticas contemporâneas de namoro, o que é fora dos limites para os cristãos? Como é namorar de modo cristão como uma solteira mais velha? Quando falamos sobre a melhor prática de namoro, como distinguimos entre princípios bíblicos e preferência cultural? Sendo introvertida, como encontrarei um homem quando, quanto mais velha eu for, haverá menos lugares “naturais” para fazê-lo?

5. Perguntas relativas à ética sexual.

É possível que eu fique solteira por Deus estar me castigando pela minha promiscuidade sexual no passado? Alguma vez você foi tentada a compensar o fato de não ter relações sexuais cedendo a outra coisa — como pornografia, masturbação, novela, comédias românticas, seriados, comida ou exercício? Quais são algumas boas disciplinas para casais de namorados/noivos mais velhos para promover a pureza sexual? Posso fazer uma longa viagem de férias com meu namorado e compartilhar o mesmo quarto de hotel se não fizermos sexo? Por que sim ou por que não? Podemos dormir na mesma cama e/ou passar a noite juntos se não fizermos sexo? Por que sim ou por que não?

6. Perguntas relativas à vida como família na igreja.

Se sou atraída por pessoas do mesmo sexo, como desenvolvo amizades piedosas e íntimas com outras irmãs em Cristo e como me comunico com elas sobre esse aspecto da minha vida? Como posso desenvolver amizades piedosas com irmãos em Cristo, solteiros e casados? Quais são algumas das coisas das quais preciso estar ciente em meus relacionamentos com colegas de ministério do sexo masculino? Quando você está no ministério com um homem casado, você age de modo a incluir a esposa dele quando se comunica com ele por meio de e-mails, textos, e assim por diante? Como eu deveria me encaixar na família da minha igreja, quando me sinto invisível todos os domingos como uma pessoa solteira mais velha e sem filhos (ou como mulher divorciada ou viúva)? Por que o ministério de mulheres da minha igreja local só oferece estudo bíblico às 10 horas da manhã de quinta-feira? Por que minha igreja não aborda os desafios das mães solteiras e não pensa em como nos fazer sentir acolhidas nos ambientes sociais?

7. Perguntas relativas à cultura e à teologia.

O que é o “dom” da solteirice, e como você sabe se você o tem? Por que nossa cultura exalta o casamento em detrimento da solteirice? Quando Deus diz: “Não é bom que o homem esteja só”, isso diz respeito apenas ao casamento? Isso também diz respeito a homens e mulheres em parceria no ministério do evangelho? Que diferença faz para pessoas solteiras agora o fato de que não haverá casamento no céu? Qual a implicação disso em nossos relacionamentos, e como podemos nos treinar para pensar biblicamente sobre ser solteiros à luz do novo céu e da nova terra? Como o meu sofrimento pode tornar-se espiritualmente produtivo? Como uma mulher solteira comprometida em seguir Jesus, de que forma o meu compromisso com a pureza sexual pode ser espiritualmente produtivo entre meus amigos não-cristãos, que consideram isso extremamente estranho?

São muitas perguntas, eu sei. O ministério de ensino de sua igreja está respondendo essas perguntas para os solteiros em seu meio?

Em tudo isso, podemos confiar na sabedoria de nosso grande sumo sacerdote — aquele que abraçou a solteirice para a glória de seu Pai, que em todos os aspectos foi tentado como nós, ainda que sem pecado. Em todas as conversas, que Deus possa nos equipar para desempenhar o papel de despenseiros fiéis, apontando alegremente a igreja para o noivo: “Convém que ele cresça e que eu diminua”.

 

Tradução: Camila Rebeca Teixeira.

Revisão: André Aloísio Oliveira da Silva.

Original: Diagnostic Questions for Ministering to Singles.

Hits: 5283


O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Receba nossas Notificações



Mary Willson
Autor Mary Willson

autor: Mary Willson serve como diretora adjunta de iniciativas para mulheres no The Gospel Coalition. Mary está atualmente fazendo doutorado em Antigo...



9Marks
Parceiro 9Marks

O Ministério 9Marks tem como objetivo encorajar as igrejas e seus líderes a cultivarem um ministério saudável, através da...