sábado, 7 de dezembro
Home / Artigos / 10 recursos práticos para pastores ao fazer uma visita hospitalar

10 recursos práticos para pastores ao fazer uma visita hospitalar

Ontem, eu dei uma aula no Seminário Teológico Batista do Sul sobre visitação hospitalar. Lembrei-lhes como a visita pastoral se tornou uma arte perdida na geração mais jovem de pastores e que o medo está entre as muitas razões para a negligência desse ministério. A visita pastoral, especialmente nos hospitais, aumenta esse medo ainda mais. Há o temor de ser exposto à doença. Há o temor de “O que dizer? O que fazer? Como fazer? E se eu ver algo que me faz desmaiar?”. Se esse for você, permita que estes 10 recursos práticos o capacitem para essa tarefa e ajudem a minimizar qualquer medo que possa ter afastado você dessa tarefa tão nobre e importante.

1) Faça perguntas. Antes de ir, prepare as perguntas que deseja fazer. Faça perguntas que o informem sobre a doença e o tratamento deles e que possam levar a conversas mais espirituais.

2) Leia as Escrituras. Quando você não sabe o que dizer ou fazer, é sempre bom e útil pegar a sua Bíblia e ler as Escrituras. Certifique-se de levar uma para o hospital com você.

3) Ore o evangelho. Quando o evangelho é orado, o evangelho é ouvido. Esta é sempre uma boa maneira de orar tanto pelo crente como pelo descrente no quarto. Deus, Homem, Cristo, Resposta.

4) Declare o caráter e as promessas de Deus. Primeiramente, declare quem Deus é para os doentes, e depois lhes anuncie as promessas desse Deus.

5) Confie no plano de Deus. Deus trabalhará quando você sair em fé e ir. Deus trabalhará em você e através de você e lhe dará as palavras a serem ditas no momento certo.

6) Deixe um recado. Se você não conseguir ver as pessoas que foi visitar, deixe um recado para elas. Isso lhes permite saber que você veio e fornece algo para encorajá-los muito tempo depois que você se for.

7) Ouça bem. Resista à tentação de resolver problemas. Simpatize, não racionalize. Apenas ouça, não resolva.

8) Toque com discernimento. O toque físico pode ser uma forma muito eficaz de quebrar as barreiras da insegurança que o paciente sente, mas faça-o sábia e adequadamente.

9) Olhe-os nos olhos. Um bom contato visual comunica interesse, cuidado e um espírito confortável, algo que uma pessoa doente precisa sentir de seu visitante.

10) Prepare o seu coração. Prepare-se para o que você pode experimentar e que esteja indo por amor e não pelo dever. Pessoas doentes no hospital têm muita intuição sobre se você realmente deseja estar lá, ou não.

Para leitura adicional: Visite o Doente.

Tradução: Camila Rebeca Teixeira

Revisão: André Aloísio Oliveira da Silva

Original: What are 10 practical tools to hospital visitation?


Autor: Brian Croft

Brian Croft é o pastor efetivo da Auburndale Baptist Church em Louisville, Kentucky. Ele também é autor de "Visit the Sick: Ministering God’s Grace in Times of Illness”, (Prefácio de Mark Dever) e "Test, Train, Affirm, and Send Into Ministry: Recovering the Local Church’s Responsibility to the External Call", (Prefácio de R. Albert Mohler Jr). Brian escreve regularmente no blog Practical Shepherding.

Parceiro: Practical Shepherding

Practical Shepherding
O ministério Practical Shepherding visa equipar pastores e líderes de igrejas nas questões práticas do ministério.

Ministério: Ministério Fiel

Ministério Fiel
Ministério Fiel: Apoiando a Igreja de Deus.

Veja Também

Por que um pastor deveria ficar muito tempo em uma igreja?

Pastores, permaneçam firmes nas coisas que vocês sabem ser verdadeiras e corretas.