segunda-feira, 16 de setembro
Home / Artigos / A misericórdia de Deus

A misericórdia de Deus

O trecho abaixo foi retirado do livro Um Coração Inabalável, de Elyse Fitzpatrick, da Editora Fiel.

Deus está trabalhando na sua situação. Da mesma forma que Deus preparou Davi para governar o seu reino e prefigurar o governo daquele cujo reinado não terá fim, o Senhor está preparando o seu coração para refletir as maravilhas de seu Filho. A vida na caverna pode lhe dar o único presente de que você realmente precisa: um correto autoconhecimento. Por causa da nossa natureza pecaminosa, sem a misericórdia de Deus em nossas vidas, todas nós merecemos estar em cavernas e em buracos no chão, não em palácios refinados e enfeitados com belos tecidos e flores perfumadas. Sem dúvida, é por causa da misericórdia dele que nos vemos, de tempos em tempos, em dificuldade e dor, descobrindo os grandes tesouros do correto autoconhecimento e da beleza de seu caráter misericordioso. É porque cada uma de nós é uma querida do Pai que nos vemos aqui, agora.

A vida na caverna abre os nossos olhos para a nossa incapacidade. Pense na experiência de Davi. Não tinha como Davi se salvar. Os seus inimigos o haviam cercado, e ele não tinha forças, sabedoria ou virtude que pudessem mudar a sua situação. Para um homem tão belo, capaz e valente como era Davi, essa foi uma lição necessária. Como todas nós, ele precisou enxergar a si mesmo como indigno de exigir qualquer coisa do Senhor e em uma situação de tão grande perigo e incapacidade que ele não tinha nada para oferecer. Tudo o que ele conseguiu foi suplicar por misericórdia. Vamos pensar por um momento sobre o que significa suplicar por misericórdia.

O que a palavra misericórdia significa para você? Na Bíblia, misericórdia significa “compaixão pelo necessitado, ou incapacitado em angústia, ou em dívida e que não tem direito de reivindicar por tratamento favorável”.

Veja novamente essa definição:

•          Compaixão pelo necessitado.

•          Compaixão pelo incapacitado em angústia.

•          Compaixão pelo que está em dívida.

•          Compaixão por alguém que não tem direito de reivindicar por tratamento favorável.

Você se vê como uma pessoa necessitada? Qual o grau da sua necessidade? Nós, americanos, valorizamos os pensamentos de autossuficiência e independência. “Eu fiz isso do MEU jeito!”, cantamos de modo vão. Obviamente, o problema com essa forma de pensar é que ela é um obstáculo para recebermos aquilo de que precisamos desesperadamente (sabendo disso ou não): a compaixão de Deus.

Você se sente incapacitada em um momento de angústia? Nas provações que enfrentamos, não havia nada que eu pudesse fazer para melhorar as coisas. Sou totalmente incapaz. Deus ama nos mostrar a nossa incapacidade, pois é nesse momento que ganhamos a sua misericórdia. Ele não quer construir a nossa autoconfiança. Ele quer construir a nossa confiança nele; como Paulo escreveu: a nossa confiança vem de Deus (veja 2Co 3.5). Nós só aprendemos sobre a força de Deus quando estamos fracas e incapazes.

Você está em débito? Embora seja verdade que Phil e eu enfrentávamos uma grande dívida financeira, não creio que era com tal dívida que Deus mais se preocupava. Ele quer que eu veja a grande dívida que tenho com ele: as dívidas da obediência, do amor e a dívida principal de merecer o seu juízo, mas ter recebido o seu perdão. Da mesma forma que não existia qualquer maneira pela qual podíamos pagar a dívida que tínhamos, precisávamos enxergar a grande dívida que temos com ele, aquela que o seu Filho pagou por nós. Os milhares e milhares que devíamos aos nossos credores não são nada em comparação ao que devemos a ele, e tal dívida foi paga. Isso é misericórdia.

Não temos direito de reivindicar um tratamento favorável. Não temos qualquer direito de pedir a Deus qualquer coisa que seja, a não ser misericórdia. Eu não mereço um tratamento favorável. Não. Eu mereço as chicotadas, os pregos, a coroa de espinhos, a cruz e uma eternidade separada dele. Quando considero a minha ficha diante do Pai, não tenho qualquer argumento. Tudo o que consigo fazer é pedir a ele que não me dê o que eu mereço, que seria a condenação, mas, em vez disso, que me dê o que eu não mereço: misericórdia.

É interessante que as pessoas que estavam em volta de Davi em sua provação foram descritas como “todos os homens que se achavam em aperto, e todo homem endividado, e todos os amargurados de espírito” (1Sm 22.2). Somos nós, não é mesmo? Estamos em aperto, endividadas e amarguradas de espírito. Esses são os tipos de pessoas que Deus ama trazer para si e derramar a sua misericórdia. A misericórdia é parte integrante do seu caráter, sendo até um dos seus nomes: ele é o Pai de misericórdias. Veja como Paulo o descreve: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação” (2Co 1.3-4). O Pai das misericórdias e o Deus de toda consolação está te consolando?


Autor: Elyse Fitzpatrick

Elyse Fitzpatrick é conselheira bíblica no Institute for Biblical Counseling and Discipleship, na Califórnia, e possui mestrado em Aconselhamento Bíblico no Trinity Theological Seminary. Elyse é coautora do livro Pais Fracos, Deus Forte.

Ministério: Editora Fiel

Editora Fiel
A Editora Fiel tem como missão publicar livros comprometidos com a sã doutrina bíblica, visando a edificação da igreja de fala portuguesa ao redor do mundo. Atualmente, o catálogo da Fiel possui títulos de autores clássicos da literatura reformada, como João Calvino, Charles Spurgeon, Martyn Lloyd-Jones, bem como escritores contemporâneos, como John MacArthur, R.C. Sproul e John Piper.

Veja Também

Silenciando a mente de Marta

Todo cristão quer conhecer mais a Deus; poucos são aqueles que lutam em prol do necessário silêncio para conhecê-lo.