sábado, 24 de agosto
Home / Artigos / Indo para missões achei verdadeiro descanso

Indo para missões achei verdadeiro descanso

Meu nome é Carrie, eu tenho quase sessenta anos, e enquanto a maioria dos meus amigos e outras pessoas da minha idade estão se preparando para a aposentadoria, eu fiz o impensável. Oito meses atrás eu vendi meus pertences e deixei a família, as crianças e os preciosos netos, e me mudei para o outro lado do oceano, para uma pequena comunidade no extremo leste de Glasgow. Por quê? Porque eu não sou minha, a Bíblia diz: “Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo”. (1Co 6.19,20)

Eu fui inspirada por pessoas cujas histórias estão escritas na Bíblia. Eu pergunto qual é seu primeiro pensamento quando você pensa em Abraão, Moisés ou mesmo Josué? E sobre Sara (mãe de Isaque) ou Isabel (mãe de João Batista)? Penso que talvez você poderia responder que todos eles tiveram um grande chamado do Senhor, eles foram convidados a fazer coisas poderosas que levaram o evangelho adiante no mundo em que viviam. Se era um chamado para se tornar o pai de uma grande nação, separar o mar para aquela grande nação, ou lutar uma batalha por aquela grande nação – uma batalha que Deus prometera já havia sido vencida – ou dar à luz um bebê muito, muito mais tarde do que a maioria das mulheres tem bebês, foi tudo para a glória do Senhor.

Essas pessoas viveram em épocas diferentes, mas todas elas tinham uma coisa em comum. Deus as chamou para fazer essas coisas poderosas mais tarde em suas vidas, bem depois do que poderíamos chamar de “auge da juventude”. Abraão e Josué tinham cerca de 70 anos quando Deus os chamou e Moisés tinha cerca de 80 anos. Mesmo as mulheres, tendo filhos tão tarde na vida, era para os propósitos de Deus, porque podemos ler como esses dois homens foram usados para o Senhor durante suas vidas. Estes são apenas alguns exemplos das pessoas que Deus chamou e, até onde eu sei, a idade não teve nada a ver com a sua eficácia. Deus os chamou para cada tarefa e, como diz em Hebreus 13.21, “vos aperfeiçoe em todo o bem, para cumprirdes a sua vontade”.

A vida não é apenas sobre servir a nós mesmos, é sobre servir aos outros. Só porque estamos aposentados ou somos nossos próprios chefes, isso não significa que deixamos de servir os outros. Ao olhar para as postagens de amigos no Facebook e no Twitter, eu estava começando a perceber que a aposentadoria, para alguns de nós, estava no horizonte. Todos nós prestamos muitos anos de trabalho e agora estamos prontos para sentar, relaxar e aproveitar os benefícios do nosso trabalho prestado. E agora? Vender a casa e se mudar para uma cabana no lago? Pescaria? Caçadas? Assistir o nascer ou o pôr do sol sentado em nossas cadeiras de balanço e vendo a grama crescer? Passar mais tempo com as crianças, os netos? Quanto de golfe, pesca ou caça você pode fazer? Em quantas praias ou lagos você pode descansar? Ou apenas “pegando leve” e relaxando no seu ritmo de vida? Algum desses é o seu plano? Ou você pelo menos ainda tem um? Você tem pensado muito nesses dias? Cuidado, pois eles estão chegando em breve.

Eu senti pela primeira vez o chamado do campo missionário quase dez anos atrás, mas Deus tinha muito trabalho para fazer dentro do meu coração. Eu ainda era uma “obra em andamento”. Pensando bem, eu ainda sou “uma obra em andamento”, mas, como afirma Efésios 3.20, “Deus é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós”. Eu não tenho graduação em teologia, em Bíblia, ou mesmo em estudos bíblicos. Fiz alguns cursos de Antigo Testamento, Novo Testamento e Teologia Sistemática, mas eram aulas para leigos em minha igreja, e não recebi nenhum diploma por isso, foi principalmente, e apenas, para me ajudar a entender mais sobre a Bíblia. Eu acreditava que Deus seria fiel às suas promessas e que ele equiparia aqueles que ele chama. Eu sabia que eu não ia ser nenhum tipo de “ministra” e definitivamente não seria esposa de um pastor, nem mesmo a melhor pessoa da equipe. Então eu não tinha certeza do que iria fazer, mas se eu podia confiar em Deus para a minha vida eterna, por que eu não poderia confiar nele para a minha vida terrena?

No livro de John Piper, “Não desperdice sua vida”, li uma história sobre um casal que se aposentou prematuramente aos cinquenta anos. Essa é uma boa idade para se aposentar, com idade suficiente para ter uma boa sabedoria sobre a vida, mas ainda jovem o suficiente para ter uma vida frutífera e cheia de acontecimentos. Eles se mudaram para a Flórida, onde navegaram em seu barco de trinta pés, jogaram softball e coletaram conchas. Alguns de vocês pode conhecer essa história, mas é aí que a coisa se torna um pouco triste. Todos nós já ouvimos falar do sonho americano e muitos de nós gostaríamos de viver esse tipo de sonho, mas, na realidade, esse sonho é mais uma tragédia do que uma declaração maravilhosa da vida de alguém, especialmente a vida cristã. Você pode imaginá-los de pé diante de Deus, o criador de todos os céus e do universo, dando-lhe conta de suas vidas? “Olha, Senhor”, eles dizem, “vê minhas conchas”? De alguma forma, eu não acho que isso seria algo muito bom diante de Deus.

Acho que essa história é bem parecida com as mesmas histórias que li sobre pessoas e amigos da vida real, e minha resposta é que essas histórias mostram um desperdício da vida. Até onde posso dizer, não há aposentadoria na Bíblia. Se 50 anos é o novo 40, e sessenta é o novo cinquenta, então eu diria que a vida continua firme, e se somos cristãos, o Senhor quer que nossas vidas estejam a serviço de sua vontade, não da nossa. Eu acredito que os adultos mais velhos são um recurso muito necessário, nós temos uma sabedoria duramente conquistada, que nenhuma escola pode ensinar, sabedoria que precisamos compartilhar com os outros, não apenas levá-la para o nosso túmulo! Devemos sacrificar nossos filhos, netos, nossos amigos e até mesmo a nossa vida? Nós não merecemos finalmente “ter uma vida sossegada”? Vamos encarar isso, nós pagamos por nossos direitos por vinte, trinta, quarenta anos ou mais no mercado de trabalho, isso não conta para nada? Bem, certamente isso conta, porque significa que Deus graciosamente deu a você e a mim todos esses anos extras para amadurecer, desenvolver sabedoria e discernimento. ele nos deu esses presentes para que pudéssemos retribuir aos outros.

Então, eu estou aqui para pedir a cada um de vocês para pensar. Se você está aposentado, ou em uma boa posição que lhe permita deixar seu emprego, ou se você está se aproximando de uma situação assim e se perguntando o que virá a seguir, por que não dedicar seu tempo integralmente para Deus? Há uma enorme oportunidade em praticamente qualquer país do mundo, e eles definitivamente poderiam usá-lo. Quando senti pela primeira vez esse chamado para o campo missionário, não tinha ideia de onde isso seria ou para que lugar do mundo eu iria. Como mencionei antes, não tenho nenhuma habilidade real, e, acima de tudo, sou uma mulher mais velha, divorciada e duas vezes divorciada (quem me quer no ministério deles?), Mas Deus me deu uma compreensão (confirmação) do que posso fazer. Você me entende? Eu posso andar ao lado de alguém e ser seu amigo, posso falar da esperança do evangelho para alguém que não tem esperança, eu posso ouvir quando eles querem falar e posso atestar que eles são conhecidos e amados por Deus. É bem simples na verdade, Deus me equipou mesmo da maneira mais simples. Então, quando eu vi um pequeno anúncio, por acaso, em um site, procurando especificamente por mulheres maduras, a princípio pensei que eu havia interpretado mal. Eu tinha olhado para muitos ministérios e nunca vi nenhum deles procurando especificamente por uma mulher mais velha, alguém como eu. Mas lá estava.

Quando eu olhei pela primeira vez para o “20schemes” e para o ministério que eles tinham, para ser honesta, fiquei na dúvida. Eu vivia com minha mãe idosa e ajudando-a, eu não podia simplesmente fugir e deixá-la lá. Meus dois filhos eram casados ??e eu gostava muito de passar tempo com eles, sem mencionar passar bons momentos com meus preciosos netos. Eu lutei com Deus no início, porque quanto mais eu olhava para o “20schemes”, mais eu via um futuro lá, e isso me assustava. Eu estava com medo de entrar no desconhecido – um novo ministério, um novo país – sem conhecer ninguém. Como eu poderia simplesmente ir embora e deixar minha casa, minha família, meus netos? Eles eram tão jovens que talvez nem me reconhecessem mais.

E quanto a todas as minhas coisas, meus móveis, minhas lembranças dos últimos quarenta anos? Deixe-me dizer, sabe todos aqueles tesouros que você acumulou ao longo dos anos, amando-os e querendo que seus filhos os amem também,as chances são boas de que eles não o façam, só porque valorizamos coisas na vida não significa que as outras pessoas o façam, então, não se incomode em dar essas coisas para a sua família, porque provavelmente eles também não as querem. Se é seu desejo ficar pendurado em tesouros, por que não colocar seu tesouro no céu? ” Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração”. (Mt 6.19).

Além disso, ao olhar mais de perto o “20schemes” e mais especificamente a comunidade de Barlanark, na qual eu estava mais interessada, descobri que cerca de 14% das pessoas tinham idade para a aposentadoria, mas a maioria das pessoas interessadas em participar dos esforços de plantação de igrejas estão na faixa etária de vinte a trinta anos. Eu sou o trabalhador do exterior mais idoso aqui, então o que isso diz? Quem alcançará a geração mais velha da Escócia que precisa desesperadamente ouvir o evangelho antes que seja tarde demais? Pesquisas recentes da “Barna Research” descobriram que menos de 2,5% dos escoceses são cristãos evangélicos. Muito foco é colocado em trabalhadores jovens, e por boas razões; no entanto, não podemos ignorar, descartar ou desconsiderar os escoceses mais antigos. Quem está ministrando para eles? Desde que cheguei aqui, encontrei um grupo incrível de mulheres das quais tenho muito orgulho de chamar de amigas, elas são fortes, resistentes e valentes, no entanto, são amorosas, carinhosas e com grande necessidade de conhecer Jesus. Quem mais vai alcançar essas mulheres se não eu? A maioria dos pastores que chegam são jovem, com famílias jovens, mas essas mulheres precisam de outras mulheres que compartilham experiências de vida semelhantes. Algumas das atividades das quais participo são grupos de caminhada, grupos de artesanato, aulas de culinária ou simplesmente ajudar no nosso pequeno café que nossa igreja oferece dois dias por semana. Encontro-me com algumas das mulheres e fazemos passeios para visitar os pontos turísticos da região, eu apenas dou tempo a eles e conversamos, não é difícil fazer isso, mas o que pode ser mais difícil é que uma pessoa de trinta anos realmente entenda como uma pessoa de cinquenta ou sessenta anos se sente. É por isso que eu sinto que nossa faixa etária deve ajudar os outros nesse mesmo grupo. Então, talvez Deus tenha alguém como você em mente, assim como eu, alguém que tenha um coração disposto a levar as pessoas a ouvirem as boas novas.

Agora, a verdade é que, a maioria das pessoas não é chamada para longe de suas casas e famílias porque, vamos admitir, há um enorme campo missionário em seus próprios quintais, você certamente não precisa ir ao exterior para encontrar um. Mas, para aqueles que sentem o chamado para missões no exterior, quero abordar algumas das questões que eu tive que “processar”. Lembro-me muito distintamente de dizer a Deus que, se ele quisesse que eu fosse, eu o faria, mas ele teria que me ajudar porque eu certamente não sabia o que fazer ou como fazer.

Primeiro, eu sabia que minha mãe não seria capaz de cuidar de si mesma, então, ao falar com meu irmão, decidimos que ela iria morar com ele e sua família. Sei que algumas pessoas não têm essa opção, mas, novamente, acredito que se Deus chamou você, ele conhece suas circunstâncias e abrirá o caminho para você. Mas, por favor, me ouça quando eu disser que provavelmente não será fácil. Minha mãe está nos estágios intermediários da demência, ela sabe quem é a maioria de nós, mas não reconhece tempo ou distância, então deixá-la era “agridoce”, amargo porque eu não sei quanto tempo ela tem de vida, mas doce porque ela não sabe quanto tempo eu estive fora ou onde estou, então ela não está preocupada ou ansiosa por mim. Deixar meus filhos e netos não foi fácil, eu chorava toda vez que eu pensava nisso, por meses. Mas Deus estava trabalhando nessa situação também, porque as pessoas vinham até mim e me diziam como ainda mantinham contato com seus netos que viviam em outros estados ou mesmo países. Eu soube então que muitas pessoas enfrentam esse dilema todos os dias há anos já que nosso mundo é tão “móvel” com empregos que tiram as famílias das cidades de origem. Como sou grata pelo Skype, Messenger, Facebook e outras mídias sociais, isso faz com que a distância não seja tão grande e eu ainda possa ver minha família e conversar com eles face a face.

Eu também ouvi o argumento de: “como você pode sair”? Mas minha resposta é: “como eu não posso”? Pois a Bíblia diz: “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno de mim; e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim”. Palavras fortes, mas o mais reconfortante é a última sentença: “Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á”. Jesus vale você perder sua vida para encontrá-la?

Pela primeira vez, posso dizer verdadeiramente que me sinto realizada na minha própria vida. Eu tenho a fantástica oportunidade de, não apenas morar em outro país, mas também experimentar uma vida que nunca imaginei ser possível. A maioria das empresas não teria me dado qualquer tipo de trabalho, devido à minha idade, mas Deus me deu uma nova vida e uma nova direção, ele me equipou para fazer o trabalho que ele estabeleceu antes que eu existisse, sou eternamente grata por ele ter me dado a oportunidade de trabalhar ao seu lado, de me dar amor pelas pessoas, de amar a Escócia e de colocar uma nova canção em meu coração.

Então, a idade é realmente apenas um número. Você ama pessoas o suficiente para se preocupar com seu estado eterno? Você pode ver a imagem maior de um mundo perdido para o pecado e o inferno? Existe uma necessidade de pessoas como você que amam o Senhor e querem ser obedientes, venha e veja o que o “20schemes” está fazendo. Venha fazer parte desse quadro maior, pois os perdidos precisam desesperadamente de você. Você tem habilidades e habilidades que você nunca imaginou, e elas são tão necessárias aqui.

Lembre-se de que, quando chegar o dia e você estiver diante do Senhor, você não quer estar segurando conchas, mas uma vida cheia das promessas de Deus e do cumprimento dessas promessas, que você foi usado para o bem dele e para a glória dele. Que testemunho de uma vida bem vivida!


Autor: Carrie Selby

Parceiro: 20schemes

20schemes
20schemes existe para edificar igrejas saudáveis centradas no evangelho para as comunidades mais pobres da Escócia.

Ministério: Ministério Fiel

Ministério Fiel
Ministério Fiel: Apoiando a Igreja de Deus.

Veja Também

Tornando-se o que vemos

No fundo de todo verdadeiro cristão há um desejo de ser mais semelhante a Cristo.