domingo, 9 de maio
Home / Artigos / Para uma mulher recém-convertida

Para uma mulher recém-convertida

Ouvir Artigo

Nunca deixe de buscar, lutar e orar pelas mesmas coisas que exortamos as pessoas não convertidas a lutarem; faça-o com a mesma intensidade que o fazia quando se converteu. Ore para que os seus olhos sejam abertos; para que receba discernimento; para que conheça a si mesma e esteja ante o estrado dos pés de Deus; para que possa ver a glória de Deus e de Cristo, seja levantada dentre os mortos e tenha o amor de Cristo derramado em seu coração. Até aqueles que possuem a maioria dessas coisas também têm a necessidade de orar por elas, pois ainda resta neles muita cegueira, dureza de coração e orgulho, de modo que eles ainda precisam que Deus opere neles, para iluminá-los e vivificá-los.

Ao ouvir um sermão, ouça-o para si mesma… deixe que a principal intenção de sua mente seja considerar: “De que maneira isso se aplica a mim? E que aplicação devo fazer desse sermão para o benefício de minha própria alma”?

Ao engajar-se na tarefa da oração, ao participar da Ceia do Senhor ou de qualquer outra atividade na adoração divina, venha a Cristo do mesmo modo que Maria Madalena (Lc 7.37-38)Venha, prostre-se aos pés dEle e beije-os, e derrame sobre eles o doce e perfumado ungüento do amor a Deus, que procede de um coração puro e quebrantado, assim como ela derramou o precioso ungüento puro de seu vaso de alabastro.

Quando a prática da graça diminuir e a corrupção prevalecer e, por causa disso, o medo a dominar, não queira expulsar o medo por qualquer outro meio que não seja pelo avivamento e pela dominância do amor em seu coração. Por meio desse amor, o medo será forçado a ir embora, do mesmo modo como as trevas de uma sala desvanecem quando penetram nela os agradáveis raios de sol.

Ande com Deus em seu caminho, e siga a Cristo como se fosse uma criança pequena, desprotegida e desamparada. Segure na mão de Cristo, mantendo os seus olhos nas marcas e nas chagas de Suas mãos e de seu lado, de onde saiu o sangue que lhe purifica do pecado, e cubra a sua nudez debaixo das abas brancas e resplandecentes de Suas vestes de justiça.

 

Extraído de God’s Call to Young People (reeditado por Soli Deo Glória)

Tradução: Waléria Coicev


Autor: Jonathan Edwards

Jonathan Edwards é uma das figuras mais extraordinárias da história norte-americana. Certamente o teólogo mais brilhante nascido na América, Edwards foi um atencioso pastor, um renomado pregador, missionário, biógrafo, filósofo, presidente de Universidade, marido amoroso e pai afetuoso de onze filhos.

Ministério: Ministério Fiel

Ministério Fiel
Ministério Fiel: Apoiando a Igreja de Deus.

Veja Também

O alimento e a mente

O que escolhemos comer e beber exalta ou diminui a glória de Deus.