domingo, 17 de outubro
Home / Artigos / Três razões para pregar expositivamente

Três razões para pregar expositivamente

Ouvir Artigo

Um pastor pode pregar vários tipos de sermão: mensagens doutrinárias, que enfatizam uma doutrina específica, como eleição, pecado, perseverança, Escritura, eclesiologia e escatologia; mensagens evangelísticas, que comunicam o evangelho e chamam os não convertidos a crer em Cristo; e mensagens tópicas, que abordam um tema específico ou uma necessidade da congregação. Nenhum desses tipos é precário em si mesmo; e todos têm seu lugar em algum momento. Mas, para garantir que seu povo esteja sendo exposto regularmente à Palavra de Deus, a melhor maneira de pregar fiel e acuradamente é por meio de sermões expositivos.

Um sermão expositivo flui de um texto da Escrituras, sendo construído totalmente desse texto, e não de uma ideia, de uma doutrina, de um evento ou de um tópico. Para ajudar a visualizar isto, imagine uma pilha de tijolos de construção em que o tijolo fundamental é um texto da Escritura. Ao preparar uma mensagem expositiva, cada tijolo que você coloca no sermão é assentado sobre esse tijolo fundamental. A pregação expositiva funciona melhor quando pastores expõem diferentes livros da Bíblia, passagem por passagem.

Tenho três razões para acreditar que sermões expositivos são o meio mais proveitoso e fiel de os pastores alimentarem seu povo regularmente:

1. Sermões expositivos afirmam a autoridade, o poder e a suficiência da Escritura. Um pastor não pode evitar as passagens difíceis quando prega sermões expositivos. Quando eu pregava todo o livro de 2 Samuel em minha igreja local, numa semana preguei sobre o adultério de Davi e o assassinato e, na semana seguinte, preguei sobre o estupro, o incesto e o assassinato entre os filhos de Davi — passagens que eu não teria escolhido para pregar se estivesse escolhendo fortuitamente uma passagem para a semana. Mas nosso povo precisa ouvir o que Deus está dizendo nessas passagens, e nós, como pastores, precisamos lutar com elas para entender o que Deus quer que aprendamos delas. Pregue as passagens difíceis. Se a sua congregação perceber que você não tem medo de lutar com elas, certamente eles também crescerão menos temerosos delas.”

2. Sermões expositivos ajudam nosso povo a saber como ler sua Bíblia. Um pastor e seu povo chegarão a um entendimento melhor do significado de cada livro ou seção da Escritura. Sempre fico admirado de como entendo muito melhor a intenção de um escritor depois de pregar seguindo o fluxo natural de seu argumento ou narrativa. Por exemplo, quando pregava sobre o adultério de Davi, percebi como o adultério estava ligado ao fato de que Davi havia tomado uma segunda mulher em 1 Samuel. Isso não foi algo que li num comentário. Aprendi por seguir a progressão da narrativa enquanto pregava esse livro da Bíblia. É difícil ver conexões dessa natureza, a menos que um pastor dedique seu tempo a meditar na passagem, semana após semana.

3. Sermões expositivos ajudam um pastor a se manter concentrado em pregar as palavras de Deus, e não as palavras humanas. Sermões expositivos sobre livros inteiros da Bíblia proporcionam um provimento consistente e frutífero para a igreja. Esse tipo de pregação ensina aos nossos ouvintes como devem ler suas Bíblias. Quando nos comprometemos com a pregação de livros inteiros da Bíblia, não selecionando, nem escolhendo o que desejamos ler ou estudar, ensinamos nosso povo a fazer o mesmo.

Artigo adaptado do livro O ministério do pastor: Prioridades bíblicas para pastores fiéis, de Brian Croft, publicado pela Editora Fiel.


Autor: Brian Croft

Brian Croft é o pastor efetivo da Auburndale Baptist Church em Louisville, Kentucky. Ele também é autor de "Visit the Sick: Ministering God’s Grace in Times of Illness”, (Prefácio de Mark Dever) e "Test, Train, Affirm, and Send Into Ministry: Recovering the Local Church’s Responsibility to the External Call", (Prefácio de R. Albert Mohler Jr). Brian escreve regularmente no blog Practical Shepherding.

Parceiro: Practical Shepherding

Practical Shepherding
O ministério Practical Shepherding visa equipar pastores e líderes de igrejas nas questões práticas do ministério.

Ministério: Editora Fiel

Editora Fiel
A Editora Fiel tem como missão publicar livros comprometidos com a sã doutrina bíblica, visando a edificação da igreja de fala portuguesa ao redor do mundo. Atualmente, o catálogo da Fiel possui títulos de autores clássicos da literatura reformada, como João Calvino, Charles Spurgeon, Martyn Lloyd-Jones, bem como escritores contemporâneos, como John MacArthur, R.C. Sproul e John Piper.

Veja Também

Pastor, pregue com seu povo em mente

A tarefa de pregar é mais do que apenas pregar a Palavra; envolve aplicar cuidadosa e sabiamente essa Palavra à vida das pessoas confiadas ao seu cuidado.