• Envie para um amigo

    Favor Preencher
    Favor Preencher
    Insira um Email Válido
Artigo

Como fazer de sua igreja local uma comunidade cativante

Jamie Dunlop 17 de Agosto de 2016 - Igreja e Ministério

Periodicamente, os pastores leem A Comunidade Cativante e, em seguida, nos perguntam por onde começar a colocar as suas ideias em prática. Aqui estão três meditações para sua consideração:

1. Faça de sua igreja uma “auditoria de cristianismo nominal”.

A Comunidade Cativante trata da comunidade “reveladora do evangelho” em uma igreja onde as relações testificam o poder do evangelho, porque elas não seriam e não poderiam existir separadas do evangelho. Isso contrasta com a comunidade “adicionadora do evangelho”, onde quase todo o relacionamento em uma igreja pode ser explicado por algo em comum em adição ao evangelho.

O problema é que muitos de nós construímos nossas igrejas por meio de comunidade adicionadora do evangelho. Nós usamos muitas outras coisas além do evangelho para motivar as pessoas em nossas igrejas: grandes programações, boa música, excelentes amizades com pessoas que tem coisas em comum com você, etc. Com o tempo, esta abordagem atrairá tanto cristãos genuínos quanto cristãos nominais, ou seja, aqueles que confundem sua sincera afinidade com certa moral, atividades ou grupos sociais com a fé pessoal, sincera e penitente no Senhor Jesus.

Pergunte a si mesmo: De que forma a sua igreja permite que os cristãos meramente nominais vivam alegremente em um autoengano confortável?

2. Adeque as suas práticas de membresia.

A visão de A Comunidade Cativante consiste em uma comunidade da igreja que é, evidentemente, sobrenatural. Queremos igrejas que sejam setas gigantes e irrefutáveis ??que apontem para o poder e a misericórdia do Deus Todo-Poderoso. Porém, a menos que seus membros estejam comprometidos uns com os outros de forma que confunda o mundo, sua comunidade acabará parecendo qualquer outra organização civil. Visto que a membresia é uma formalização deste compromisso bíblico, a membresia em sua igreja deve revelar três coisas:

• Deve revelar que a membresia é apenas para aqueles que dão provas de fé em Cristo.

• Deve revelar o compromisso significativo que cada cristão deve ter para com os outros cristãos em uma igreja local, mesmo antes que eles conheçam bem estas pessoas.

• Deve revelar a distinção entre aqueles que são membros da igreja e aqueles que não são (a divisão que Paulo descreve entre os de dentro/os de fora da igreja em 1Coríntios 5). Em outras palavras, a vida diária de um não-membro em sua igreja parece praticamente a mesma que a de um membro? Se assim for, então a membresia não diz muito sobre o poder do evangelho.

3. Pregue sobre a beleza e o poder da igreja local.

Uma aplicação natural de quase qualquer texto na Escritura é a glória da igreja local. Há um povo para o qual o Israel do Antigo Testamento apontou, que Jesus consumou perfeitamente, que a igreja do Novo Testamento inaugurou, este é o povo da nova aliança de Deus. Por que Deus ama tanto a igreja? Porque ela é a sua glória visível. A igreja é o mais próximo que temos no presente momento de ver o evangelho com nossos olhos.

É por isso que os cristãos são chamados às igrejas, de modo que juntos possam demonstrar a beleza, o poder e a graça de Deus por meio do evangelho. Essa visão da glória é o que atrairá os não-cristãos à fé, os cristãos adormecidos a despertarem e os cristãos que lutam a perseverarem. É isso o que motiva a sua congregação? Ou muitos de seus bancos estão cheios de consumidores especialmente interessados ??na igreja por causa do pacote de produtos e serviços que você oferece? Proclame esta imagem gloriosa da igreja revelada nas Escrituras. Afinal, Jesus deu a sua vida pela igreja, e ele nos compele a fazer o mesmo.

Uma rápida observação a título de conclusão: digamos que através de um ministério baseado na atração você conseguiu encher os bancos com cristãos meramente nominais que durante anos têm estado animados em seu consumismo espiritual. Até certo ponto, isso provavelmente descreve toda igreja. Mas, se isso tem ocorrido em grande proporção, você pode encontrar que se realmente deseja edificar objetivando construir uma Comunidade Cativante, você precisa estar preparado para algumas dessas queridas almas deixarem a sua igreja. Dependendo de quão difundido é este problema, do quão rápido você fará mudanças e do que o Espírito de Deus decida fazer, esta saída pode ser pequena ou pode ser mais considerável. Mas, em relação ao outro lado desta mudança, esse custo é pequeno em comparação a ter uma comunidade eclesiástica que visivelmente demonstra o poder de Deus no evangelho, uma comunidade com atração sobrenatural.

 

Tradução: Camila Rebeca Almeida

Revisão: William Teixeira

Original: The Compelling Community: What to Do Next?

 

Hits: 4061


O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Receba nossas Notificações



Jamie Dunlop
Autor Jamie Dunlop

Jamie Dunlop é pastor adjunto da Capitol Hill Baptist Church em Washington, DC.



9Marks
Parceiro 9Marks

O Ministério 9Marks tem como objetivo encorajar as igrejas e seus líderes a cultivarem um ministério saudável, através da...

Produtos Relacionados