segunda-feira, 1 de junho
Home / Artigos / 5 maneiras práticas de lidar com a ansiedade

5 maneiras práticas de lidar com a ansiedade

Ouvir Artigo

Artigo adaptado do livro Ataques de ansiedade e pânico, de Jocelyn Wallace — série Aconselhamento.

Ansiedade e pânico são problemas práticos. Você se preocupa com problemas reais em sua vida real. Se você vai trabalhar com a questão da ansiedade, precisará aplicar essas verdades bíblicas a questões específicas diariamente. A seguir, estão cinco áreas nas quais você pode começar:

1) Mantenha relatos breves

Provérbios 28.1 diz que podemos estar cheios de ansiedade por causa de pecados não confessados. É importante, assim que você se der conta de que lidou com algo de forma que não honre a Deus, manter breves relatos de pecados para confessar e deles se arrepender.

2) Entregue o controle a Deus (de qualquer maneira, é ele quem está no comando!)

Muitas pessoas que estão carregadas de ansiedade lutam com a tentativa de controlar e manipular a situação, com vistas a garantir que as coisas irão funcionar de modo a mantê-las a salvo dos perigos percebidos. As pessoas tendem a ficar ansiosas quando acham que estão em risco de não cumprir suas agendas. Quando você se der conta de que isso está acontecendo, faça sua a oração de Jesus no Jardim do Getsêmani: “não se faça a minha vontade, e sim a tua” (Lc 22.42).

3) Preste atenção às perguntas que você faz a si mesmo

É mais que provável que sua mente esteja cheia de perguntas “E se?”. Muitas vezes, os “E se?” apresentam-se como certezas, mas, na realidade, são apenas projeções do que pode acontecer no futuro. E o futuro em vista raramente tem a misericórdia e a graça de Deus em evidência. Em vez disso, tal futuro é desesperado e, nele, Deus não está presente e ativo.

Pergunte a si mesmo sobre seus pensamentos. Seus pensamentos “E se?” podem ajudá-lo a entender sobre o que você está verdadeiramente ansioso. Use-os para ajudá-lo a perceber em que ponto seus desejos, crenças e meditações se desviaram. Volte para as passagens da Bíblia sobre como Deus é e como cuida de você. Lembre a si mesmo de que só Deus conhece o futuro, e ele prometeu que seu futuro sempre contará com a sua presença e ajuda.

4) Nos momentos de calma, foque em crescer

Reorientar sua mente não é fácil quando você está no meio de um ataque de pânico e ansiedade. Por isso, é importante treiná-la durante os momentos de paz. Deus nos projetou para pensarmos claramente e ter bom senso mesmo quando a situação é assustadora e perigosa.

Uma das maneiras mais fáceis de avaliar seus pensamentos é anotando-os. Manter um “diário de pensamento” é uma forma de ajudar a si mesmo a crescer. Depois de registrar por escrito seus pensamentos de ansiedade, você pode aprender a aplicar soluções bíblicas.

Use seu diário de pensamento para ajudá-lo a entender quais desejos, crenças e reflexões disparam o gatilho da ansiedade. Uma vez que você for capaz de detectar quais são os problemas reais, use as Escrituras e o aconselhamento sábio para planejar formas de resolvê-los. A ansiedade se desenvolve porque não conhecemos as soluções para os problemas e parece não haver ninguém que saiba e em quem possamos confiar. Deus tem a melhor solução para todos os problemas.

Aprenda a depender da Bíblia para dar respostas fidedignas aos problemas da vida real. Isso será difícil sem a ajuda de pessoas de confiança em sua vida. Identifique amigos piedosos e sábios que possam ajudá-lo a pensar sobre suas lutas. Peça a outras pessoas para que orem por você. Não precisa contar a todos os seus conhecidos sobre suas lutas com a ansiedade, mas você pode compartilhar seus fardos com algumas pessoas em quem confia para orar com e por você. Talvez você também queira encontrar-se com seu pastor ou conselheiro bíblico.

Não se esqueça de procurar meios de servir aos outros. É possível que sua ansiedade o tenha mantido tão focado em si mesmo que se tornou egocêntrico. Quando você serve a outra pessoa, foca sua energia fora de si mesmo. Obviamente, isso não é um substituto para a solução dos problemas, mas o ajudará a construir uma nova vida, menos centrada em preocupação e mais focada no Deus amoroso e nos outros (Mt 22.36-40).

5) Cuide de seu corpo

Existem componentes físicos reais na ansiedade e nos ataques de pânico. Se você aprender a cuidar de seu corpo quando estiver repleto de ansiedade, provavelmente terá melhor habilidade para se manter longe de um ataque de pânico completo.

Perceba quando seu corpo lhe dá sinais de que você está tendo pensamentos de ansiedade sem ao menos dar-se conta disso. Preste atenção às ocasiões em que fica nervoso, com as mãos úmidas e sentindo uma espécie de frio no estômago. Permita que esses sintomas o ajudem a se tornar consciente de qualquer pensamento disperso de ansiedade com que você precise lidar.

Tente desacelerar para notar o que estava acontecendo antes de você começar a se sentir ansioso. Isso o ajudará a cavar as raízes de sua ansiedade e fazer cessar o ciclo de pânico antes que ele comece. Quando você está convicto de que se encontra em perigo, os hormônios começarão a ser bombeados pelo seu corpo, a fim de prepará-lo para lutar ou fugir.

Mesmo que você se afaste e entregue a Jesus seus medos e ansiedades, talvez descubra que leva um tempo para ajudar seu corpo a reaprender a lidar com o medo. Nesse ínterim, poderá experimentar agitação, idas constantes ao banheiro ou dores de estômago ocasionais. Provavelmente esses sintomas diminuirão à medida que você for aprendendo, cada vez mais, a lidar com o estresse e a ansiedade de maneira bíblica, mas, ainda que os sintomas não desapareçam totalmente, você pode aprender a confiar que Deus está com você.

Pode soar básico, mas outra boa maneira de cuidar do seu corpo quando está ansioso é respirar lenta e profundamente. Quando sentir um ataque de pânico vindo, aprenda a parar e respirar lenta e profundamente. Muitos sintomas físicos são causados ou agravados pela privação de oxigênio (que, por sua vez, é causada pela respiração superficial no estado de pânico).

Você pode querer procurar ajuda médica. Sofrer um ataque de pânico faz você sentir o que imagina ser semelhante a um ataque cardíaco. Muitas vezes, ataques de pânico são confundidos com situações médicas mais sérias ou fatais. É importante fazer uma investigação clínica para ter certeza de que não há uma condição médica subjacente mais séria.

Deus está com você

Enquanto você lida com ansiedade e pânico, tenha confiança no que o Salmo 34 diz sobre Deus. O salmista diz que os olhos do Senhor estão sobre os justos, e seus ouvidos, abertos às suas súplicas. Quando os justos clamam a Deus, ele os escuta e os livra de todas as suas tribulações. Ele está perto do que tem coração quebrantado e salva os de espírito abatido.

Porque você tem um Pai celestial amoroso, pode esperar que seus clamores por auxílio serão ouvidos e pode esperar livramento das ansiedades que tomaram a sua vida.


Autor: Jocelyn Wallace

Jocelyn Wallace é uma conselheira bíblica certificada, professora e palestrante. Ela serviu como diretora de um lar de transição para mulheres e de um centro de tratamento residencial para meninas. Jocelyn e seu marido, Brian, são casados há mais de quinze anos e têm duas filhas.

Ministério: Editora Fiel

Editora Fiel
A Editora Fiel tem como missão publicar livros comprometidos com a sã doutrina bíblica, visando a edificação da igreja de fala portuguesa ao redor do mundo. Atualmente, o catálogo da Fiel possui títulos de autores clássicos da literatura reformada, como João Calvino, Charles Spurgeon, Martyn Lloyd-Jones, bem como escritores contemporâneos, como John MacArthur, R.C. Sproul e John Piper.

Veja Também

Deus é soberano sobre o coronavírus?

A soberania que poderia parar a crise do coronavírus, ainda que não o faça, é a mesma soberania que sustenta a alma durante esse tempo.