segunda-feira, 23 de setembro
Home / Artigos / Estou esgotado? 30 perguntas úteis

Estou esgotado? 30 perguntas úteis

Existem forças internas e externas que causam o esgotamento pastoral. O temperamento, as convicções e as preferências (interno) podem causar estresse excessivo, levando ao esgotamento. As circunstâncias – como tamanho da igreja, taxa de crescimento, liderança e estrutura de suporte (externo) – também podem pesar bastante na alegria e longevidade de um pastor. Aqui estão 30 perguntas – 15 internas e 15 externas – para você se perguntar se está ou não caminhando para o esgotamento.

Internas

  1. Eu creio em todas as coisas? Da forma que é mostrada em 1Coríntios 13, você “crê em todas as coisas”? – incluindo acredita no melhor sobre um líder ou congregante? Ou eu prefiro ter suspeitas?
  2. Eu sou disciplinado? Alguns dos pastores mais fortes que conheço são disciplinados em sua forma de viver, uso do tempo, hábitos e práticas.
  3. Eu tenho uma visão de longo prazo? Eu tenho a habilidade, seja internamente ou com a ajuda de amigos, de olhar além dos julgamentos imediatos? Em outras palavras, pergunte a si mesmo se é possível que as coisas possam ser diferentes daqui a cinco anos.
  4. Mantenho o foco no que é “realmente importante”? No livro Deep Work, de Cal Newport, ele desafia seus leitores a se concentrarem no “realmente importante”, em oposição ao que é trivial e passageiro. Concentrar-se no trabalho mais importante resultará em uma satisfação mais profunda em seu ministério. Tentar acompanhar as mídias sociais e os acontecimentos de sua denominação provavelmente lhe tirará energia e contribuirá para um estado de espírito distraído. Fuja da busca do trivial!
  5. Eu experimento a vitória que prego? Pecados secretos – mesmo os chamados pequenos – nos roubam a alegria.
  6. As minhas convicções são profundas? O livro de Tiago tem muito a dizer sobre o homem que duvida.
  7. Eu vivo com meus olhos no “Grande Dia”? Se um pastor viver assim, ele constantemente se lembrará do “grande julgamento” que se aproxima e da grande recompensa para os fiéis.
  8. Estou cada vez mais cansado de fazer o bem? É uma pergunta estranha, mas uma possibilidade real de acordo com Gálatas 6.9.
  9. Estou vivendo na força e domínio das atividades? Isso está ligado ao # 8. Em outras palavras, você está semeando para a carne ou para o Espírito? Você encontra alegria no Senhor e em ser seu filho – ou encontra alegria nas atividade e supostos frutos nascidos de seu trabalho na igreja?
  10. Eu sou um introvertido superexposto? Se assim for, preciso conhecer meus limites e reconhecer minhas fragilidades. Descanse antes de você ficar cansado. Você supervisiona uma operação de 52 semanas; você não pode se dar ao luxo de vacilar.
  11. Estou orando? Através da oração, estou reconhecendo Deus como o soberano propulsor da vida das ovelhas que sou chamado a pastorear?
  12. Eu sou um procrastinador? Acrescentar coisas difíceis aumenta o estresse. Satanás já é um inimigo grande o suficiente; não contribua desnecessariamente para o seu benefício.
  13. Eu delego bem? Confie no projeto do corpo de Cristo; você não tem todos os dons.
  14. Eu sou humilde? O orgulho não combina bem com ser o chefe de uma organização totalmente voluntária.
  15. Temo mais o homem ou a Deus? O medo do homem roubará sua capacidade de dizer não, algo que todo pastor precisa ser capaz de fazer. Deus ordenou algumas coisas para sua igreja. Tema a Deus e faça as coisas que ele ordenou.

Externas

  1. Eu tenho amigos? Quero dizer amigos reais! Um pastor pode ter mil conhecidos e cuidar de uma multidão de ovelhas e não ter amigos. Um amigo anda com você por um longo período de tempo e sabe quando corrigir e quando incentivar. Ele vai manter sua confiança e rir com você.
  2. Como são as finanças da minha casa? Ter problemas na igreja juntamente com problemas financeiros em casa é quase insuportável e já tirou alguns bons homens do ministério.
  3. Estou atolado na administração da igreja? Este é um problema real tanto para pastores de pequenas como grandes igrejas, apenas de formas diferentes. Um pastor não pode evitar algumas coisas relacionadas a administração, pois ele “supervisiona” a igreja, mas não pode dominar todo esse trabalho.
  4. Estou fisicamente apto para a tarefa que tenho nas mãos? Falta de sono, exercício ou alimentação saudável desgasta você fisicamente, o que pode naturalmente levá-lo a um estado emocional e mental desafiador. Você não precisa ser um especialista em “CrossFit”, mas não pode ignorar seu corpo e pensar que isso não contribuirá para o seu desgaste.
  5. Estou trabalhando nos meus dias de folga? Um arco que é constantemente puxado com força vai perder sua habilidade de lançar flechas. Da mesma forma, um ministro que não descansa fica rapidamente sem energia e desiste. Deus prescreveu descanso em Gênesis – no começo! – e ele foi sábio em fazê-lo.
  6. Eu tiro todos os meus dias de férias? Mesmo se você acha que não precisa tirar os dias de folga, sua família precisa. Perca sua família e você perderá seu ministério.
  7. Eu tenho filhos pequenos? Um homem com uma casa cheia de crianças pequenas sem dúvida terá falta de sono, o que pode levar ao esgotamento. Acalme-se e lembre que essa situação não durará para sempre.
  8. Eu tenho uma esposa solidária? Um casamento difícil ou uma esposa que dá pouco apoio vão destruir um ministério. Priorizar o casamento adicionará uma boa provisão ao seu ministério geral.
  9. Eu sou pressionado por todos os lados? As provações podem derrubar um ministério e fazer com que um homem deseje minerar carvão, em vez de almas. É absolutamente essencial desenvolver uma “teologia do sofrimento”, perceber que há propósito em meio a provações e cultivar uma vida de oração que “coloca todos os meus cuidados” em Deus.
  10. Eu tenho mentores reais e históricos? Há homens em sua vida a quem você pode imitar e buscar conselhos? Você está lendo biografias de figuras históricas que podem lhe fornecer, em apenas algumas centenas de páginas, uma nova perspectiva sobre suas vidas plenas de fidelidade?
  11. Estou fazendo tudo o que posso para reparar relacionamentos quebrados ou difíceis? É cansativo pregar semana após semana diante de pessoas – mesmo que poucas – que acreditam em uma narrativa pouco lisonjeira sobre você. A pacificação é o chamado de todo cristão, e tranquilizará sua consciência na próxima vez que você pregar.
  12. A rotina do meu trabalho é um problema? O ritmo semanal de preparação e pregação do sermão uma alegre busca ou uma rotina previsível? Sua preparação muito particular para um ato muito público energiza ou drena você? Alguns mal podem esperar para “entrar no estudo”, enquanto outros acham que precisam entrar no modo de recuperação, após a entrega de um sermão. Conhecer e lidar com suas tendências levará a uma jornada duradoura.
  13. Minha felicidade no ministério depende de evidência de frutos? Todo ministério e ministro passam por períodos de estiagem. Ter uma teologia do “Grande Deus”, juntamente com o desenvolvimento de uma postura paciente, se prestará a um ministério de longo prazo.
  14. Minha consciência é mais intolerante do que a de Deus? Apascentar um grupo de pecadores e manter uma consciência muito intolerante é potencialmente uma combinação perigosa. Paulo adverte sobre a tentação de julgar em Romanos 14.
  15. As minhas aspirações combinam com as do Senhor? Em outras palavras, suas aspirações pessoais seriam diferentes se você fosse o chefe de uma empresa em vez do pastor de uma igreja?

Se, depois de fazer essa pequena pesquisa, você concluir que está quase esgotado, considere pedir à sua igreja um período sabático para descansar e refletir. Você pode concluir que você não tem a combinação de características (internas) para estar no ministério. Ou você pode concluir que existem algumas coisas que podem ser adaptadas (externas) para garantir um longo ministério. De qualquer forma, nossas vidas devem ser marcadas pela alegria, não pelo esgotamento.

Tradução: Paulo Reiss Junior.
Revisão: Filipe Castelo Branco.
Fonte: Am I Burnt Out? 30 Useful Questions.


Autor: Matt Schmucker

É diretor executivo do Ministério 9Marcas. É um dos presbíteros da Igerja Batista Capitol Hill, em Washington, DC. É graduado na área de finanças e marketing, e vive em Washington, com sua esposa e 5 filhos.

Parceiro: 9Marks

9Marks
O ministério 9Marks tem como objetivo equipar a igreja e seus líderes com conteúdo bíblico que apoie seu ministério.

Ministério: Ministério Fiel

Ministério Fiel
Ministério Fiel: Apoiando a Igreja de Deus.

Veja Também

Cristãos são discípulos

Não há distinção entre um cristão e um discípulo de Jesus Cristo. Cristãos são discípulos.