sábado, 20 de julho
Home / Artigos / Mãe, confie completamente em Deus

Mãe, confie completamente em Deus

O trecho abaixo foi extraído com permissão do livro Sem Medo da Minha Idade, de Elyse Fitzpatrick, Editora Fiel.

Não tente fazer o trabalho de Deus. Não tente fazer o trabalho de seus filhos. Lembre-se de que Deus é totalmente soberano (Fp 1.29). Deus abre e fecha os corações (1Rs 8.58; Ez 36.26; At 16.4). Ele faz o que quer (Sl 135.6; Jr 10.23). Somente o Espírito Santo pode conceder o dom da fé verdadeira aos seus filhos, independentemente de serem crianças ou adultos. Meu marido orava com muita frequência: “Senhor, perdoe-me por tentar fazer o papel do Espírito Santo no coração do meu filho”. Ser um bom pai ou uma boa mãe não infunde a fé verdadeira em Cristo no coração de nossos filhos e filhas. Mas é difícil aprender uma verdade tão simples. Lembre-se de que Deus não tem netos.

Nossa função é orar muito e confiar em Deus no que diz respeito aos resultados. Eu descobri que orar com fé é muito mais difícil do que sair por aí “fazendo” coisas por nossos filhos. Nós, mães, tendemos a querer consertar os problemas de nossos filhos, não é? Do BandAid no joelho ensanguentado ao dever de casa que é preciso lembrá-los de fazer, nós cremos que, se eles estão enfrentando uma crise, precisamos resgatá-los de imediato.

Para algumas pessoas, a oração precisa ser: “Senhor, que minha confiança seja suficiente para eu tirar as minhas mãos e deixar que meu filho aprenda a fazer isso sem mim!”. Não estamos ajudando nossos filhos quando fazemos o que eles podem fazer. Isso só faz com que eles se tornem dependentes de nós. Nosso trabalho é apontar para Cristo e ajudar da maneira apropriada a cada idade. Assim como é possível regar demais uma planta, é possível ter excesso de zelo materno por nossos filhos.

Como conselheira bíblica, eu já vi muitas mães de filhos adultos que parecem determinadas a garantir que seus filhos queridos estejam bem alimentados, aquecidos, limpos e sejam socialmente aceitáveis.

Elas parecem incapazes de se desprender. Toda a identidade delas gira em torno dos filhos; esse é o propósito de suas vidas. Essas mães precisam que os filhos precisem delas e, algumas vezes, elas transformam o amor ou o sucesso dos filhos em ídolos. É o que o mundo chama de “facilitação” e “codependência”, mas eu acho que um termo melhor seria “coidolatria”. A boa notícia de se identificar uma atitude como pecaminosa, quando realmente é um pecado, é que o pecado é algo de que temos como nos arrepender e ser perdoados. Louvado seja Deus por sua graça ilimitada!


Autor: Elyse Fitzpatrick

Elyse Fitzpatrick é conselheira bíblica no Institute for Biblical Counseling and Discipleship, na Califórnia, e possui mestrado em Aconselhamento Bíblico no Trinity Theological Seminary. Elyse é coautora do livro Pais Fracos, Deus Forte.

Ministério: Editora Fiel

Editora Fiel
A Editora Fiel tem como missão publicar livros comprometidos com a sã doutrina bíblica, visando a edificação da igreja de fala portuguesa ao redor do mundo. Atualmente, o catálogo da Fiel possui títulos de autores clássicos da literatura reformada, como João Calvino, Charles Spurgeon, Martyn Lloyd-Jones, bem como escritores contemporâneos, como John MacArthur, R.C. Sproul e John Piper.

Veja Também

Amizade: um meio da Graça

*O trecho abaixo foi extraído com permissão do livro 8 Mulheres de Fé, de Michael …