• Envie para um amigo

    Favor Preencher
    Favor Preencher
    Insira um Email Válido
Artigo

Como posso ajudar mulheres lutando com problemas sexuais?

Trillia J. Newbell 30 de Novembro de 2016 - Vida Cristã

Pergunta recebida: “Como posso ajudar mulheres que lidam com luxúria, pornografia, dor referente a abuso sexual sofrido no passado, e outras questões sexuais? Não sou treinada nestas áreas. Meu pastor faz um trabalho excelente no cuidado de pessoas, e eu tento incentivar as mulheres de minha igreja a falarem com ele, mas às vezes elas não se sentem confortáveis fazendo isso”.

Esta é uma pergunta difícil. Embora o abuso sexual possa ter levado às outras lutas, os dois temas devem ser tratados separadamente. Com isto em mente, precisamos ver que esta questão tem dois aspectos diferentes — abuso sexual e pecado sexual.

São estas duas questões que gostaria de abordar aqui.

Abuso sexual 

O abuso sexual é uma devastadora invasão da humanidade de uma pessoa. Ele extirpa a inocência e traz medo, remorso, vergonha e até mesmo culpa. A menos que você já tenha passado por isso, realmente não compreenderá, e creio que este é um bom lugar por onde começar. À medida que servimos e amamos aquelas que foram vítimas de abuso sexual, não devemos pretender que temos todas as respostas. Não há problema em dizer: “Não sei o que você está sentindo ou qual a melhor maneira de ajudar, mas te amo e estou aqui contigo”. Procure conhecer sua amiga profundamente. Se ela chegou a você com esta informação pessoal, ela obviamente confia e respeita você profundamente. Ame-a através do ouvir e do aprender.

Se você não for uma conselheira, o próximo passo sábio poderá ser recomendar à sua amiga que procure a ajuda de uma pessoa treinada em aconselhamento bíblico. Mas mesmo que ela procure ajuda externa, não a deixe só aos cuidados do conselheiro ou de líderes de sua igreja. Lembre-se, ela veio até você. Persevere com ela. Ouça-a. Ore com ela. E não apenas uma vez. Você deve ser uma pessoa em quem ela possa achar graça contínua, amor, e o ministério claro da Palavra de Deus.

Aí ent?o é onde podemos chegar ao segundo aspecto desta pergunta. Muitos dos desafios (vergonha, remorso, questões de identidade) ligados às questões sexuais dolorosas que mulheres enfrentam, s?o aplicáveis tanto à tragédia do abuso sexual quanto à realidade do pecado sexual. A aplicação, no entanto, será um pouco diferente.

Pecado sexual

Muitas mulheres cristãs que lutam contra o pecado sexual sentem profunda vergonha e embaraço. Isto é agravado pelo fato de que o pecado sexual é muito frequentemente considerado um problema dos homens. Temos ouvido de mais e mais de mulheres que lutam nesta área. Podemos ajudar intencional e abertamente, ao reconhecermos a presença do pecado sexual em nossas vidas. Mais mulheres começarão a se abrir e a procurar ajuda quanto mais ouvirem outras compartilharem sobre sua experiência. Todos nós, como portadores da imagem de Deus, projetados como seres sexuais, mas sendo corrompidos e pecaminosos, precisamos da graça e do perdão de Deus quanto ao pecado sexual. A boa notícia é que Ele tem prazer em nos dar esta graça.

Se há uma mulher em sua igreja que confessa pecado sexual, aqui estão algumas maneiras pelas quais você pode amorosamente servi-la e acompanhá-la:

1. Conheça-a

Se esta é a primeira vez que você ouviu falar da luta dela, então ela pode estar lidando com outras coisas. Não suponha que a luta dela seja isolada. Poderia ser um subproduto de abuso sexual, ou pode haver uma história de fundo da qual você precisa saber, ao buscar servi-la em amor. Portanto, comece por reconhecer sua relativa ignorância e comece a conhecê-la. Faça perguntas e acompanhe-a.

2. Compartilhe Jesus

Junto com o pecado sexual, vêm uma série de outros problemas, incluindo vergonha, culpa e confusão de identidade. Mulheres cristãs que lutam contra o pecado sexual devem saber que sua identidade está em Cristo. Ele morreu pelas pecadoras sexuais. E ele ressuscitou e está intercedendo neste momento — por elas. Como filhas perdoadas, podemos correr para o trono da graça de Deus para que recebamos misericórdia em tempo oportuno (Hebreus 4.16) Simplesmente, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo (Romanos 8.1). Você certamente falará sobre arrependimento, mas antes lembre-a de que em primeiro lugar ela é a filha amada de Deus. Arrependimento flui de um coração perdoado.

Lembre-se, esta pode ser a primeira vez que ela tenha ouvido falar que há graça e perdão para este pecado. Como Ellen Dykas escreve em “Ministério de Mulheres”:

“Mulheres sexualmente frágeis em nossas igrejas e comunidades precisam antes de tudo ser atraídas a Jesus, que é Deus conosco. Muitos dos que pressupõem serem crentes podem realmente precisar colocar sua fé, pela primeira vez, neste Redentor que veio a nós em nosso pecado, morreu por este pecado, e chamou-nos como ele chamou a mulher encurvada em Lucas 13.12, ‘Mulher, estás livre’“ (p.191).

3. Esteja presente

Esteja presente sem choque, sem causar vergonha e sem acusaç?o. Esteja presente em oração, tanto oral quanto silenciosa. Gaste um tempo para se lamentar junto dela sobre seu pecado e fragilidade. Se uma mulher confessa seu pecado sexual e sua luta a você, seja alguém que, como o nosso Salvador, estende graça compassiva ao mesmo tempo que incentiva sua irmã a “não pecar mais”. Como Dykas observa:

“À medida que procuramos discipular mulheres que buscam se livrar de sua própria servidão ao pecado sexual, a compaixão do próprio Cristo é uma necessidade — Cristo, que esperou pacientemente com a mulher apanhada em adultério enquanto todos os outros se iam, antes que ele oferecesse a ela não a condenação, mas uma chamada para não mais pecar” (p.183-184).

Queremos que a verdade do Evangelho emane de nossos lábios e orar para que nossos corações amem nossas irmãs como Cristo. Queremos ouvir com atenç?o — sem tentar ter todas as respostas.

4. Fale a verdade em amor

Como Dykas compartilha em “Ministério de Mulheres”, mulheres necessitam de discipulado, não apenas de doutrina. Mas discipulado segundo Jesus significa maturidade na sã doutrina. Ensine a ela a Palavra de Deus, mas não tente fazer isso sozinha. Deixe que o corpo de Cristo faça a sua obra. Incentive-a a se juntar (ou vá junto com ela) a um estudo bíblico de mulheres onde a Palavra é ensinada, discutida e orada. Como Paulo exorta: “Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração” (Colossenses 3.16).

E recorde à sua irmã a liberdade do arrependimento. A bondade de Deus nos leva ao arrependimento, e ele é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar quando confessamos (Romanos 2.4; 1João 1.9) Partilhe sobre o desígnio de Deus para homens e mulheres e nossa sexualidade. Ensine-a sobre Criação, Queda, Redenção e Restauração. E continuamente lembre-a de que seu Criador é por ela, e não contra ela, porque ela é sua amada filha, por quem seu Filho morreu.

Finalmente, leia o capítulo 8 do livro ‘Ministério de Mulheres’ intitulado “Integridade Sexual: Afirmando a Verdade com Compaixão”. Apenas arranhei a superfície, mas este capítulo a levará um passo mais adiante, capacitando-a a servir as mulheres à sua volta. Que o Senhor a encha de graça e paz. 


Nota do Editor: Este artigo faz parte de uma série que aborda questões específicas relacionadas com o ministério entre as mulheres através da igreja local. Temos uma equipe de mulheres animada para responder a um seleto número de perguntas. Por favor, envie todas as perguntas sobre ministério de mulheres para nossa coordenadora de Iniciativas para Mulheres, Mallie Taylor (mallie.taylor [@] thegospelcoalition.org).


Em seguida, faça questão de obter uma cópia do livro “Ministério de Mulheres: Amando e Servindo a Igreja por meio da Palavra” (Editora Fiel). Este livro apresenta uma visão para o ministério entre as mulheres que é fundamentada na Palavra de Deus, cresce no contexto do corpo de Cristo e tem como objetivo a glória do Filho de Deus. Você também pode participar de uma das Conferências para Mulheres do The Gospel Coalition.

Anteriormente nesta série:

Por quê ministério de mulheres? (Kathleen Nielson)
5 maneiras de ministrar a mulheres em crise (Kristie Anyabwile)
5 perguntas para escolher material de estudo bíblico para grupos de mulheres (Maria Willson) 
3 maneiras de incorporar oração em grupo ao seu estudo bíblico (Melissa Kruger)

 

Tradução: Victor San

Original: Como posso ajudar mulheres lutando com problemas sexuais?

Hits: 964


O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Receba nossas Notificações



Trillia J. Newbell
Autor Trillia J. Newbell

Trillia J. Newbell é diretora de alcance comunitário da Comissão de Liberdade Ética e Religiosa (ERLC) da Convenção Batista...



The Gospel Coalition
Parceiro The Gospel Coalition

O Ministério The Gospel Coalition (TGC) é uma comunidade de igrejas evangélicas, profundamente comprometidas com a renovação da...

Produtos Relacionados

Não há produto relacionado