• Envie para um amigo

    Favor Preencher
    Favor Preencher
    Insira um Email Válido
Artigo

4 formas que um ministério de mulheres pode ajudar mulheres que trabalham

Lauren Hansen 28 de Dezembro de 2016 - Igreja e Ministério

Pergunta recebida: Você tem alguma sugestão sobre como o nosso ministério de mulheres pode envolver profissionais de forma mais eficaz e incentivá-las enquanto ministram em seus locais de trabalho?

Como em todas as organizações, quer implícita ou explicitamente, os ministérios de mulheres na igreja local têm um público-alvo em mente. Sua igreja pode segmentar jovens executivas de 32 anos, que tentam sair do trabalho cedo às 8h para ir à academia e que nunca partem para o fim de semana sem o seu laptop. Bem, talvez não. Todos fazemos decisões mais naturalmente através das lentes da nossa experiência. Estatisticamente falando, a maioria dos líderes de ministérios de mulheres nunca se sentou numa sala de reuniões, foi responsável pelo sustento dos seus membros de equipe, ou foi o autor de um plano estratégico empresarial que afetaria milhares de pessoas. Mas as mulheres que fizeram podem ser missionárias poderosas para uma colheita de profissionais. E é de fundamental importante que as incorporemos bem em ministérios de mulheres de nossa igreja, já que uma das grandes alegrias de sermos família em Cristo é que podemos aprender com as experiências uns dos outros e encorajar uns aos outros em nossos vários chamados. 

Aqui estão quatro maneiras de engajar e encorajar mulheres profissionais:

1. Respeite seu trabalho

Seja por falta de interesse, ignorância sobre suas vidas diárias ou suposições sobre seus desejos ou vocação, podemos comunicar às mulheres profissionais que achamos que elas estão apenas esperando para fazer outra coisa. Para as mulheres profissionais solteiras, por exemplo, podemos assumir que elas estão simplesmente passando o tempo antes de se tornarem esposa e mãe. Mas as Escrituras têm uma visão elevada do trabalho — para homens e mulheres, tanto dentro como fora de casa. Desde o início, Deus colocou Adão e Eva para trabalhar juntos no jardim (Gênesis 2). Ele ordena-nos a trabalhar fielmente — qualquer que seja o nosso trabalho — como ao Senhor (Colossenses 3.23-24). O trabalho não vai terminar com a vinda de Cristo; vamos continuar a trabalhar na nova criação (Isaías 65.21-22). Mesmo a mulher de Provérbios 31 trabalhava no mercado, na fabricação e venda de mercadorias.

A menos que você viva em um centro urbano, uma mulher profissional que entre pelas portas do seu ministério de mulheres acabará provavelmente se sentindo um pouco isolada. Cumprimente-a com um respeito por sua labuta diária, um interesse nas alegrias e desafios de seu dia, e uma confiança de que Deus a colocou onde é da Sua vontade. Queremos cultivar curiosidade e empatia para com todas as mulheres que servimos no nosso ministério de mulheres, incluindo mulheres profissionais. Considere fazer uma visita a uma mulher profissional no seu local de trabalho, se possível, para entender o que ela faz e como ela investe seu tempo e energia.

2. Capacite-as para a evangelização

Há vários anos atrás, trabalhei para uma empresa maravilhosa que incentivava os funcionários a conhecer uns aos outros — suas origens, interesses e atividades particulares. Para tal, a empresa patrocinava clubes abertos à participação durante o horário de expediente, nas instalações da empresa e anunciados nos corredores da empresa. Exceto, é claro, se o seu clube fosse para cristãos. O clube Muçulmano, clube Hindu, qualquer outro clube tinha cartazes nos elevadores, anúncios em eventos da sede, e um patrocinador executivo de alto nível. O apoiador do nosso estudo bíblico, por outro lado, tinha de se reunir com executivos várias vezes até obter a permissão para nos reunirmos. Essa permissão veio com os termos de nos encontrarmos à porta fechada com um papel colado sobre as janelas da sala de conferência, e sem publicidade. (Muitas outras empresas, no entanto, permitem que cristãos recrutem abertamente e se reunam.)

A América corporativa é um campo missionário. Incentive e lembre as mulheres no local de trabalho da fidelidade de Deus através das Escrituras; que Deus as está preparando para toda boa obra (2Timóteo 3.16-17); que Deus está amadurecendo o seu campo missionário para a colheita (Mateus 9.37-38); e que lhes foi prometido que seriam odiadas por sua fé (João 15.18-19), mas que Cristo venceu o mundo (João 16.33). Se você ministra um grupo de estudo bíblico para mulheres, por exemplo, mantenha as mulheres profissionais em mente quando você ilustrar e aplicar as Escrituras. Se você lidera o ministério de oração, procure por mulheres profissionais para descobrir como você pode orar por elas, mesmo perguntando nomes específicos dos colegas de trabalho por quem estão orando ou grandes projetos futuros que elas têm.

3. Torne seu ministério acessível

Se o seu estudo bíblico para mulheres acontece apenas nas manhãs de quarta-feira, ou a sua equipe de voluntários quer ter uma sessão de planejamento às 14h numa terça-feira, você essencialmente está dizendo às mulheres profissionais que elas não estão convidadas. Não é possível em todas as ocasiões escolher horários que sirvam para todas, mas é possível escolher um horário que claramente não sirva para ninguém em um determinado grupo. É útil para a liderança do seu ministério de mulheres ter uma mulher profissional sentada à mesa ou, pelo menos, ter uma mulher profissional para pedir opinião sobre suas idéias enquanto você planeja.

4. Conecte-as à rede

Você já deve ter visto um grupo da igreja para mães jovens, mulheres solteiras, casais sem filhos, e assim por diante. Que tal um para mulheres profissionais? No meu local de trabalho, Deus me abençoou tremendamente por ter duas mulheres cristãs no escritório com quem eu pude compartilhar lutas, fazer perguntas e celebrar vitórias. Quão poderoso, então, seria para mulheres profissionais do corpo da minha igreja se reunirem regularmente e mutuamente carregarem os fardos umas das outras? O simples fato de se ter um grupo de mulheres profissionais para que elas se conectem mostra que você as valoriza e almeja cuidar delas da mesma forma que faria com outras mulheres, em determinadas fases da vida ou situações específicas.

É claro, mesmo que nós possamos agrupar em rede grupos específicos de mulheres para uma discussão mais direcionada e oração, é um privilégio ser uma família, juntamente com todas as mulheres em nossa igreja e aprender com a diversidade dos dons e experiências uns dos outros.

Profissões poderosas

Mulheres trabalhando em seus escritórios são poderosas. Como família, colegas de trabalho de variados matizes diferentes são colocados juntos para trabalhar para um objetivo comum. As exigências do trabalho e horas gastas em contato próximo podem unir as mulheres no local de trabalho de maneira poderosa. E Deus faz coisas tremendas. Eu vi almas salvas, famílias curadas, vícios superados, e muito mais, por causa das relações que fiz em um escritório, que não seria capaz de fazer de outra forma.

Então, igreja, vamos aproveitar esta oportunidade que Deus nos deu e ministrar bem para as mulheres profissionais, equipando-as para o progresso do evangelho. O corpo de Cristo será enriquecido por isso.

 

Nota do Editor: Este artigo faz parte de uma série que aborda questões específicas relacionadas com o ministério entre as mulheres através da igreja local. Confira também o livro “Ministério de Mulheres: Amando e Servindo a Igreja por meio da Palavra” (Editora Fiel). Este livro apresenta uma visão para o ministério entre as mulheres que é fundamentada na Palavra de Deus, cresce no contexto do corpo de Cristo e tem como objetivo a glória do Filho de Deus.


Tradução: Claudio L. Chagas

Original: 4 Ways to Better Engage Women in the Workplace

Hits: 3925


O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Receba nossas Notificações



Lauren Hansen
Autor Lauren Hansen

Lauren Hansen serviu anteriormente como diretora sênior de comunicações empresariais para uma empresa de supermercado e tem 10 anos de...



The Gospel Coalition
Parceiro The Gospel Coalition

O Ministério The Gospel Coalition (TGC) é uma comunidade de igrejas evangélicas, profundamente comprometidas com a renovação da...

Produtos Relacionados