• Envie para um amigo

    Favor Preencher
    Favor Preencher
    Insira um Email Válido
Artigo

Encorajamentos para cristãos (Parte 2)

Andy Constable 17 de Outubro de 2017 - Vida Cristã

Este artigo foi adaptado de um sermão por Andy Constable, Pastor Associado da Niddrie Community Church (Edimburgo)

Esta é a segunda parte de um artigo que começamos na semana passada. Se você não leu a Parte 1, aqui está o link.


Estávamos pensando sobre o fato de que a vida cristã é uma batalha, o ministério é difícil e a liderança é um trabalho desgastante. Mas na Bíblia, Jesus dá incentivos aos seus seguidores para que nos mantenhamos firmes. Jesus promete que ele é a ressurreição e a vida; que ele edificará a sua igreja, não importa o que aconteça; e que ele estará conosco todos os dias. Hoje meditaremos em mais três promessas que Jesus nos dá para nosso encorajamento.

4) Jesus promete preservar o seu povo

A quarta promessa que Jesus faz para nosso encorajamento é que ele preservará o seu povo. Observe estas palavras de João 6.39:

“E a vontade de quem me enviou é esta: que nenhum eu perca de todos os que me deu; pelo contrário, eu o ressuscitarei no último dia”.

Às vezes, nos preocupamos se podemos prosseguir na vida cristã. Mas não somos nós quem nos seguramos em Cristo, em vez disso, ele é quem nos segura.

“Quando eu temer a fé faltar,
Cristo não me deixará.
Quando o tentador rondar,
Cristo me preservará,
Nunca poderei sozinho estar
Através do árduo caminhar,
Pois, meu amor pode esfriar,
Cristo me sustentará”.
[1]

Ele nos dá a energia e a força para perseverarmos!

Às vezes, como líderes da igreja, nos preocupamos com o nosso povo. Pensamos: “Nossa! Essa família seguiu-me em uma periferia e agora sou responsável por eles. E se tudo der errado?”, ou, quando um de nossos discípulos se afasta, nos culpamos. Questionamos nossos métodos de discipulado. Ou talvez um dos nossos assistentes está se esforçando para realizar o trabalho, e ele ou ela continua cometendo os mesmos erros bobos. Sentimos o fardo do nosso povo. Lembremo-nos de que se o Espírito de Deus estiver em alguém, então ele constantemente atrairá tal pessoa para o Salvador. Jesus não perderá um filho que ELE chamou. NÓS podemos tropeçar, NÓS podemos nos enganar, NÓS podemos cair, mas Cristo sustenta os seus filhos até o fim.

Aqueles que o Pai elege nunca serão lançados fora ou perdidos por Jesus. Em outras palavras, Jesus preservará todos os que são verdadeiramente cristãos até o fim. Não importa o que fazemos, não importa para onde vamos, não importa quais problemas enfrentamos, ele continuará a nos sustentar. Ele não deixará nosso pé tropeçar, ele não nos perderá. Ele sustentará o seu povo! Precisamos dessa segurança em nossos ministérios.

5) Jesus promete dar-lhe alívio

Em quinto lugar, Jesus disse: “Eu vos aliviarei”.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” (Mateus 11.28-30).

Todos nós ficamos cansados. Todos nós ficamos sobrecarregados. Nosso ministério nas periferias pode ser particularmente exaustivo mental e espiritualmente à medida que lidamos com pessoas carentes dia após dia. Nosso tipo de ministério não é um tipo de trabalho em tempo parcial. Não podemos “deixar algo no escritório”. Os líderes estão constantemente orando por seu povo. Mas Jesus diz que se estivermos cansados ??e sobrecarregados, então ele pode dar profundo alívio às nossas almas. O que ele quer dizer com alívio? Ele quer dizer que podemos ser preguiçosos e assistir TV o dia todo? Ele quer dizer “sair de férias”? Ele não está dizendo: “não trabalhe”. Ele não está dizendo: “seja preguiçoso”. Ele não está dizendo que as coisas não serão difíceis. Mas ele está dizendo que o alívio que ele nos dá nos capacita a prosseguir na vida sem sentirmos um fardo com o qual não podemos continuar. Seu alívio nos restaura e nos mantém seguindo em frente.

Por que ficamos tão sobrecarregados como cristãos? Ficamos sobrecarregados porque assumimos coisas que são demais para nós. Ficamos preocupados com coisas que estão fora do nosso controle. Somos orgulhosos de coração. Mas, quando somos humildes e confiamos em Cristo, podemos trabalhar para ele de todo o coração sem sentir um fardo que nos oprime. Ele nos dá alívio para continuarmos. Jesus diz que nós aprendemos com ele.

Observe o Salmo 131.1-2:

“SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo”.

O salmista é capaz de descansar porque não se ocupa com coisas que são maravilhosas demais para ele. Pense em quem está escrevendo isso. É o rei Davi! Há muitas coisas a serem feitas, mas ele deixa o controle do universo com Deus. E como pessoas no ministério, precisamos saber que não estamos no controle das coisas. Não precisamos nos preocupar com o futuro. Não precisamos nos preocupar com o que acontecerá. Precisamos parar de ser controladores, e precisamos saber que Deus tem as coisas em sua mão.

Precisamos lembrar que servir ao Senhor Jesus deve ser uma alegria e não um fardo. Lembro-me de alguns anos atrás, sentindo uma verdadeira queda no ministério. Ele havia se tornado pesaroso. Eu não queria mais fazer isso. E o problema era que eu estava assumindo fardos que não deveria assumir. Eu estava tentando controlar tudo e falhando miseravelmente nisso. Eu tinha abandonado o alívio do meu Salvador. E naquele momento eu precisava me arrepender e lembrar da alegria do ministério! É uma alegria. Não há nada melhor do que servir o Rei Jesus.

6) Jesus promete-nos o céu no futuro

Finalmente, Jesus nos promete o céu.

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também” (João 14.1-3).

Podemos suportar esta carreira porque o céu está por vir. O que mantém o corredor prosseguindo na maratona? A linha de chegada. O que faz uma mulher grávida prosseguir? O nascimento de uma criança. O que nos faz continuar quando o trabalho é difícil? O feriado! O que nos mantém caminhando até o fim? O céu!

“E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe [ou mulher], ou filhos, ou campos, por causa do meu nome, receberá muitas vezes mais e herdará a vida eterna” (Mateus 19.29).

Alguns de nós estão em lugares desconfortáveis. Estamos fora de nossas zonas de conforto. Alguns de nós deixaram a família e as casas para trás. Mas tudo isso será recompensado no dia de Cristo Jesus. E aqui está o ponto principal. Quando chegarmos ao céu, não nos lembraremos do trabalho, pois estaremos envolvidos na adoração a Cristo!

Portanto, sejam encorajados. Jesus está vivo e ele reina. Ele está edificando a sua igreja. Ele está conosco. Ele não deixará o seu povo se perder. Ele nos dará alívio ao longo da peregrinação. E um dia ele nos levará para que estejamos com ele para sempre!

Seja você quem for, não importa o que você está fazendo ou o que está lhe consumindo. Leve isso ao Senhor Jesus. Ele entende. Honestamente, ele entende!

 

#1: Trecho da canção “He Will Hold Me Fast” (Sovereign Grace Music), em tradução livre.

 

Hits: 4186


O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Receba nossas Notificações



Andy Constable
Autor Andy Constable

Andy Constable, Pastor associado da Igreja da comunidade de Niddrie



20schemes
Parceiro 20schemes

20schcmes existe para edificar igrejas saudáveis centradas no evangelho para as comunidades mais pobres da Escócia. Nosso desejo de longo prazo...