• Envie para um amigo

    Favor Preencher
    Favor Preencher
    Insira um Email Válido
Artigo

Cristo nos Ordena a Fazermos Discípulos

Dave Eby 06 de Novembro de 2014 - Evangelização

Quando eu entrei no seminário em 1967, a ordem de Jesus em Mateus 28.18-20 para “fazer discípulos” me deixava perplexo. Havia algo de enigmático e misterioso sobre ela, algo que aparentemente apenas uns poucos iniciados podiam compreender. Ao mesmo tempo, as palavras de Jesus exigiam compreensão e ação, o que me levou a uma peregrinação na busca por entender e praticar o “fazer discípulos”. Após trinta e quatro anos de pastorado nos Estados Unidos e, agora, após sete anos como professor de seminário em Uganda, ainda estou aprendendo.

Vejamos juntos três simples questões: (1) O que é um discípulo? (2) Como se fazem discípulos? (3) Que tipos de discipulado existem?

A palavra grega traduzida por discípulo significa aprendiz. Um discípulo é um aprendiz do Senhor Jesus. Um aprendiz é um ouvinte e um praticante. A Grande Comissão é uma ordem para trazer pessoas a Cristo para ouvirem, aprenderem e praticarem. Um discípulo de Jesus se torna o seu aprendiz para sempre.

Entre as coisas que os discípulos devem aprender continuamente de Cristo estão:

  1. Negar a si mesmo e seguir a Jesus com lealdade singular (Lucas 9.23-26; 14.26).
  2. Odiar o pecado e amar a santidade.
  3. Servir e amar a igreja de Cristo com todas as suas imperfeições.
  4. Amar os perdidos e as nações e ter uma paixão pelo avanço do evangelho.
  5. “Adornar” o evangelho de Cristo com boas obras de amor, justiça e misericórdia (Tito 2.10, 12, 14).
  6. Viver pela fé em Cristo e no evangelho (Romanos 1.17).
  7. Regozijar-se no fato de que as exigências humanamente inalcançáveis de uma consciência limpa, um novo coração e um novo poder para viver uma vida santa foram adquiridos e providenciados por Cristo somente, pela graça somente, e de que elas são recebidas por fé somente. Regeneração, justificação e santificação são, todas, dons gratuitos.
  8. Gloriar-se tão somente na cruz e no evangelho e abandonar todo orgulho e autorrealização (Filipenses 3.3-9).
  9. Esperar em Cristo pela glória e pela graça vindouras, uma esperança que sustenta em meio às muitas aflições desta breve jornada pelo “vale da sombra da morte”.

Discípulos se fazem por meio do ministério da Palavra que foi confiado à igreja, incluindo a pregação, o ensino, a evangelização e o aconselhamento. A Palavra ensina, repreende, corrige e educa na justiça (2Timóteo 3.16-17). A Palavra faz discípulos e Cristo faz discípulos por meio da Palavra. Ele usa os seus servos para ministrarem a sua Palavra formalmente – em cultos, escolas dominicais, grupos de estudo bíblico, sessões de aconselhamento, aulas de seminário e missões evangelísticas – ou para pregarem-na informalmente em conversas em qualquer lugar.

Fazer discípulos é, preeminentemente, uma responsabilidade da igreja. Fazer discípulos envolve exortar a partir da Palavra, chamando as pessoas a se tornarem aqueles que aprendem de Cristo; ensinar as pessoas o que Cristo ordenou; ensinar as pessoas a obedecerem a tudo o que Cristo ordenou; ensiná-las a obedecerem no contexto da vida da igreja; e convocar a igreja a chamar todas as nações para que sigam a Cristo e se tornem suas aprendizes.

Vejamos três tipos de discipulado:

Discipulado inicial é ganhar discípulos por meio da evangelização, trazendo pecadores a Cristo para serem seus aprendizes, por meio de um ato inicial de arrependimento, fé e submissão à graça.

Discipulado normal acontece na congregação. É ensinar aos crentes tudo o que Cristo ordenou sobre tudo da vida. Crentes famintos, ensináveis e fiéis serão contínuos aprendizes de Jesus à medida que eles se sentam sob a pregação e o ensino da Palavra e se tornam praticantes dela (Tiago 1.22). Eles crescerão na vida de contínua fé, arrependimento, ministério e missão. Eles serão equipados, preparados e enviados para contribuir com a missão de Deus neste mundo, que é fazer discípulos a quem Cristo redimiu de toda nação, edificando a igreja de Cristo entre todos os povos, e chamando-os à plenitude do reino de Deus.

Discipulado restaurativo é aprender de Cristo a como lidar com os problemas que emergem em virtude da reminiscência e da habitação do pecado. O discipulado restaurativo demanda ensino, reprovação, correção e educação específicos que abordarão esses problemas específicos. Os objetivos do discipulado restaurativo são similares aos objetivos de todo discipulado: tornar o crente novamente útil e levá-lo outra vez a aprender de Cristo humildemente, para que ele se torne semelhante a Cristo em seu coração, conduta e missão.

Trazer pessoas a Cristo para serem seus aprendizes é um chamado sublime e um privilégio. Os homens que fazem discípulos são fracos em si mesmos, contudo eles respondem perante Cristo e, nele, são operantes. Então, em obediência fiel vá e pregue a Palavra. Em última instância, é o Cristo exaltado que faz discípulos, ao fazer a sua Palavra germinar e crescer por meio do seu trabalho. Por meio de você, Cristo vencerá, edificará, equipará, restaurará e enviará aprendizes para fazerem a sua missão neste mundo necessitado.

Hits: 49298


O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Receba nossas Notificações



Dave Eby
Autor Dave Eby

Dr. Dave Eby é um presbítero docente na Presbyterian Church in America e é o deão fundador do Westminster Seminary em Kampala, Uganda,...



Ministério Ligonier
Parceiro Ministério Ligonier

O ministério Ligonier, fundado pelo pastor R.C. Sproul, tem como objetivo principal apresentar fielmente a verdade das Escrituras, através de cursos,...