quarta-feira, 18 de setembro
Home / Artigos / Olhe para a bondade do Senhor

Olhe para a bondade do Senhor

Deus não deixa de nos revelar a glória de Cristo em sua palavra. Ele começa no novo nascimento e continua revelando a glória de Cristo. Nossa nova vida começou com um milagre – e continua com um milagre.

O milagre contínuo que Deus opera pelo seu Espírito é que nos tornamos cada vez mais como aquele que admiramos e desfrutamos – Cristo. O apóstolo Paulo escreve:

“E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem.” (2Co 3.18).

As palavras “contemplando” e “somos transformados” estão no tempo presente, o que significa ação contínua – não de uma vez por todas, mas contínua. “contemplando a glória do Senhor somos transformados”. Isso é o que Deus faz diariamente quando olhamos para ele em sua palavra. É o que ele faz semanalmente na pregação de sua palavra na adoração coletiva. E é o que, eu oro, para que ele esteja fazendo agora mesmo enquanto você lê esse artigo.

Cuidado com os Esquemas de Crescimento

Muitos cristãos, especialmente os cristãos mais novos, anseiam por um método de discipulado que os mude rapidamente, apenas seguindo alguns passos claros e factíveis. Eu o advertiria sobre insistir em um método tão infalível assim. Tais abordagens em relação a crescimento e mudança muitas vezes levam à desilusão e, às vezes, a uma crise de fé – por que acho que isso não funciona?

O caminho de Deus para o crescimento é mais como a rega de uma planta, ou a alimentação de um bebê, do que a construção de uma parede, tijolo por tijolo, com um manual na mão. Quando você constrói uma parede dessa maneira, você pode ver todos os tijolos colocados no lugar e medir o progresso. Nós seguramos o tijolo; nós aplicamos a argamassa para segurá-lo no lugar; nós colocamos o tijolo. E “voila”! Crescimento! O crescimento cristão não é assim. É mais orgânico, menos sob nosso controle e geralmente mais lento.

Cuidado com esquemas que colocam as coisas sob seu próprio controle e prometem mais do que podem oferecer.

Desejando o leite espiritual

Considere esta ilustração de 1Pedro 2.2–3: “Desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação, se é que já tendes a experiência de que o Senhor é bondoso”. Essa é a ilustração de uma criança crescendo. No final do dia, você consegue ver o crescimento? Não. No final de uma semana? Na verdade, não. Mas depois de um ano? Sim! Você controlou o crescimento adicionando centímetros e quilos? Não. Você alimentou a criança. Você limpou a criança. Você protegeu a criança do dano. E Deus deu o crescimento.

Pedro nos diz para “desejarmos ardentemente o puro leite espiritual” da maneira como um bebê deseja comida quando está com fome. Em outras palavras, deseje realmente isso! Chore por isso. Não sossegue até você conseguir. Mas o que é o leite? Duas pistas. Primeiro, Pedro acabara de descrever o novo nascimento de um bebê cristão em 1Pedro 1.2–25. Ele disse que “fostes regenerados. . . mediante a Palavra de Deus, a qual vive e é permanente. . . esta é palavra que vos foi evangelizada”. O “fostes regenerados” mostra o que Deus usou para gerar uma nova criatura em Cristo – a maneira como ele gerou o novo nascimento – é a palavra de Deus, especialmente a doçura do evangelho.

Então, quando ele diz, dois versos depois, que esse cristão deve desejar o leite espiritual para o crescimento, é natural pensar que ele ainda está se referindo, em primeiro lugar, à palavra que deu a vida.

Como ler a Bíblia

O segundo indício de que Pedro está pensando sobre a palavra, quando se refere ao leite, está no verso seguinte (1Pe 2.3): “se é que já tendes a experiência de que o Senhor é bondoso”.  A expressão “já tendes a experiência” nos indica que Pedro ainda está pensando no “desejar o leite espiritual”. E aqui o sabor da bebida é “que o Senhor é bom”. O leite que desejamos para poder crescer é a bondade e o cuidado do Senhor revelados em sua palavra. Ou, colocando de outra forma, ler a palavra com uma intenção específica de provar a bondade do Senhor enquanto lemos.

Pedro diz que o efeito dessa alimentação regular com o leite espiritual da bondade de Deus em sua palavra será “crescimento para a salvação”. Nosso crescimento será em direção ao clímax de nossa transformação total quando Cristo retornar. E enquanto isso, haverá crescimento real, mas incremental e às vezes lento.

Esse crescimento é um milagre e não totalmente “gerenciável” por nós. Para que esse crescimento seja legítimo não podemos ser passivos. Mas a obra espiritual decisiva pertence a Deus.

Deus dá o crescimento

Jesus contou uma parábola para enfatizar esse trabalho divino no crescimento:

“O reino de Deus é assim como se um homem lançasse a semente à terra; depois, dormisse e se levantasse, de noite e de dia, e a semente germinasse e crescesse, não sabendo ele como. A terra por si mesma frutifica: primeiro a erva, depois, a espiga, e, por fim, o grão cheio na espiga. E, quando o fruto já está maduro, logo se lhe mete a foice, porque é chegada a ceifa”. (Mc 4.26–29)

Essa parábola é sobre o reino de Deus no mundo. Mas o princípio se aplica ao reino de Deus gerando crescimento no crente. O ponto da parábola é que, embora nós semeemos a semente (ao bebermos o leite espiritual da bondade de Deus em sua palavra), a erva, a espiga e o grão passam a existir “não sabendo ele como”. Isso não está sob nosso controle. Deus é quem dá o crescimento.

Ou como Paulo disse sobre o crescimento da fé entre os coríntios: “Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus. De modo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento”. (1Co 3.6-7).


Autor: John Piper

John Piper é um dos ministros e autores cristãos mais proeminentes e atuantes dos dias atuais, atingindo com suas publicações e mensagens milhões de pessoas em todo o mundo. Ele exerce seu ministério pastoral na Bethlehem Baptist Church, em Minneapolis, MN, nos EUA desde 1980.

Parceiro: Desiring God

Desiring God
Ministério de ensino de John Piper que, há mais de 30 anos, supre ao corpo de Cristo com livros, sermões, artigos.

Ministério: Ministério Fiel

Ministério Fiel
Ministério Fiel: Apoiando a Igreja de Deus.

Veja Também

Cristãos são discípulos

Não há distinção entre um cristão e um discípulo de Jesus Cristo. Cristãos são discípulos.