sábado, 7 de dezembro
Home / Artigos / Um perdedor aos olhos do mundo; um vencedor aos olhos da fé

Um perdedor aos olhos do mundo; um vencedor aos olhos da fé

Um homem cristão deve conhecer e glorificar a Deus em uma vida que é organizada em torno de seu trabalho, de si mesmo e de seus relacionamentos. Somos chamados a carregar a imagem de Deus como seu povo redimido; o que poderia ser mais empolgante? Portanto, as grandes questões de nossas vidas não são o acúmulo de fortunas pessoais (que passarão para outros depois de nossa morte), nem o ato de desfrutar ao máximo o prazer e a diversão (trocando a adoração a Deus pela adoração a si mesmo), tampouco o acúmulo de poder terreno (que certamente perderemos no final). A maior questão de nossas vidas é revelar a glória de Deus a um mundo obscurecido pelo pecado, de modo que ele seja louvado e os pecadores perdidos sejam salvos através do conhecimento do Senhor. O grande propósito de nossas vidas é revelar a glória e a graça de Deus tanto pelo que fazemos como pelo que somos.

Faz uma grande diferença quando um homem cristão percebe que não precisa ser um piloto de caça, uma estrela de cinema ou um atleta profissional para ter uma vida de importância e valor. O mundo quer nos fazer acreditar que realmente não somos ninguém, a menos que façamos algo que obtenha a aprovação mundana e produza excitação mundana. Infelizmente, conheci muitos homens cristãos que viam a si mesmos como perdedores porque nunca foram heróis de guerra, estrelas dos esportes ou gigantes corporativos. Contra esse modo de pensar (na verdade, essa idolatria), apresento o caso de Lawrence Dow, servo de Cristo.

Conheci Lawrence Dow na noite de minha conversão à fé em Cristo. Ele era um diácono na Tenth Presbyterian Church na Filadélfia e, naquele dia, ele cumprimentava à porta antes do culto da noite. Lembro-me de como seu comportamento alegre me fez sentir aceito e bem-vindo. Durante os anos que se seguiram, conheci Lawrence muito bem e sua foto agora está em uma estante em frente à minha mesa. Ele me faz lembrar o que um homem humilde pode fazer para revelar a glória e a graça de Deus ao mundo.

Para falar sobre Lawrence, só preciso descrever seu funeral, ao morrer depois de uma longa luta contra o câncer. Bem antes do horário programado para o início do culto, o templo de nossa igreja estava lotado e havia problemas para estacionar em todo o bairro, no centro da Filadélfia. As pessoas devem ter-se perguntado se o presidente estava na cidade ou se alguém importante — como um político ou um CEO — havia morrido e estava sendo enterrado. Não, era apenas Lawrence, um velho e animado afro-americano, que nunca teve uma boa educação formal, trabalhava como porteiro em um hotel no centro da cidade e morava com a família no que outras pessoas chamam de gueto.

O serviço fúnebre de Lawrence não estava apenas lotado; também foi longo. Umas após outras, muitas pessoas vieram dar testemunho de como Lawrence fora usado por Deus em suas vidas. Algumas pessoas haviam chegado à fé em Cristo por meio de Lawrence e, então, foram mentoreadas por ele em seu crescimento cristão inicial. De fato, três pastores diferentes falaram sobre como Lawrence os levara a Cristo e os encorajara em seu serviço ao Senhor. Os filhos e os netos de Lawrence falaram de seu legado de fé e amor em suas vidas. Todo o culto foi bastante impactante.

Mais tarde, eu estava sentado no escritório de um de meus colegas pastores na igreja. Nós dois estávamos impressionados com o que havíamos visto, embora ambos conhecessem Lawrence muito bem. O funeral fora uma experiência gloriosa e nós estávamos maravilhados. Depois de vários minutos de silêncio, meu amigo me disse: “Isso serve para mostrar o que Deus pode fazer na vida de qualquer homem que se entrega sem reserva a Jesus”. Isso é exatamente o que a vida de serviço humilde e piedoso de Lawrence mostra, e sua história deve encorajar-nos a encontrar nosso significado em revelar a glória e a graça de Deus através do que praticamos como homens cristãos.

Então, o que Lawrence Dow fez e o que devemos fazer como portadores da imagem de Deus neste mundo? Uma resposta é que Lawrence era totalmente dedicado ao trabalho do evangelho. Ele olhava para o mundo e para as pessoas através de uma lente bíblica. Ele não via ricos ou pobres, negros ou brancos, altos ou baixos. Ele via pecadores que precisavam ser salvos. Ele via pessoas quebradas pela culpa que precisavam ouvir sobre o perdão. Ele via pessoas enfraquecidas na escravidão do pecado que precisavam da força do Senhor. Ele se dedicou ao ministério dessas coisas: salvação pela fé em Jesus, perdão através da mensagem do evangelho de Cristo, força espiritual através da oração e da Palavra de Deus. Lawrence tinha tempo para os assuntos espirituais, e essas eram as coisas que despertavam seu interesse. Ele se concentrou no ministério da verdade e no amor cristão pelas pessoas que Deus trazia à sua vida.

Então, o que isso significa para o cristão comum? Significa que você precisa entrar no jogo — não em uma partida de esporte na televisão, mas na disputa verdadeira e real por almas que está acontecendo ao seu redor. Isso significa que você deve devotar-se a fortalecer a própria fé e se aproximar de Deus para que possa ser usado para fortalecer outras pessoas. Isso significa que você deve estar envolvido em sua igreja, empregando os dons que o Senhor lhe deu. Isso significa que você deve estar pronto e aberto para ser uma bênção espiritual para as pessoas que Deus trará para sua vida. Isso significa que, quando encontrar alguém que esteja desanimado, você deve encorajá-lo com a verdade da Palavra de Deus. Isso significa que, quando encontrar alguém que se sinta confuso, você deve andar ao seu lado para indicar o caminho a seguir. Isso significa que você deve começar a perceber não apenas onde as pessoas estão na hierarquia, mas o que está acontecendo com elas como indivíduos, e então ministrar a verdade do evangelho e o amor cristão a elas, como pessoas que precisam de graça.

Artigo adaptado do livro Homens de Verdade, de Richard D. Phillips.


Autor: Richard Phillips

Richard D. Phillips servir por trinta anos no exército até que o Senhor o chamou para o ministério pastoral. Doutor em Divindade pela Greenville Presbyterian Theological Seminary, Phillips serve como ministro sênior da Second Presbyterian Church, em Greenville, Carolina do Sul, EUA, e é membro do conselho do The Gospel Coalition.

Parceiro: Ministério Ligonier

Ministério Ligonier
Ministério do pastor R.C. Sproul que procura apresentar a verdade das Escrituras, através diversos recursos multimídia.

Ministério: Editora Fiel

Editora Fiel
A Editora Fiel tem como missão publicar livros comprometidos com a sã doutrina bíblica, visando a edificação da igreja de fala portuguesa ao redor do mundo. Atualmente, o catálogo da Fiel possui títulos de autores clássicos da literatura reformada, como João Calvino, Charles Spurgeon, Martyn Lloyd-Jones, bem como escritores contemporâneos, como John MacArthur, R.C. Sproul e John Piper.

Veja Também

Eu Creio

O Credo exige que eu, pessoalmente, confie de fato em Deus, que vem a nós como Pai, Filho e Espírito Santo. O Credo pressupõe uma relação de confiança, de entrega àquele que é a matéria de fé do próprio Credo.