quinta-feira, 7 de julho

A igreja é a resposta para a pobreza?

Transcrição do vídeo

Não creio que o objetivo principal da igreja seja diminuir a pobreza. A igreja é a instituição que deve pregar e proclamar o evangelho de Jesus Cristo. Em certo sentido, a igreja não deve se distrair ao tentar suprir necessidades físicas por si própria. Algo importante na resposta a essa pergunta é definir pobreza adequadamente. Penso que, se definirmos com precisão o que é a pobreza, a resposta ficará clara. Tendemos a pensar que pobreza é não ter dinheiro ou acesso à saúde. Isso é apenas uma parte. Quando pessoas pobres falam sobre o que é ser pobre, elas falam de vergonha, falta de esperança, isolamento, etc.

Quando entendemos isso, vemos como a igreja é a resposta para a pobreza real e profunda, pois é o evangelho que nos reconcilia com Deus e acaba com nossa vergonha. Ele nos retira do isolamento para a comunidade. Nesse sentido, a igreja é a resposta de Deus para a pobreza genuína. Por exemplo, já trabalhamos com pessoas oferecendo abrigo em nossa igreja. Muitos deles tinham notebook, celular, três refeições por dia e espaços com ar-condicionado. No meu padrão, eu não trocaria de lugar com eles, pois são considerados pobres, mas para o padrão global, possuem qualidade de vida melhor que a maior parte do mundo possui. Isso redefine a abordagem, mas eles são considerados pobres. Na verdade, falta-lhes outras coisas. Apenas ter acesso ao ar-condicionado não resolve o problema deles. Eles precisam do evangelho.

Certa vez, distribuindo refeições e folhetos de uma igreja em língua espanhola que plantamos, e mesmo sem saber falar espanhol, mas tendo um amigo que traduzia, conversei com um homem. Ele contou que já não comia há dois dias e meio. Quando começamos a conversar, ele parecia não se importar com isso. Ele parecia estar acostumado. Ele estava necessitado porque enviava todo o salário para a família, mas naquele mês não ganhou o suficiente para si mesmo. Porém, ele estava alegre, pois era o melhor que ele teve na vida até então. Essas diferentes situações me ajudaram a perceber que tentamos entender a pobreza pensando apenas em acesso a recursos.

Assim, erramos e ficamos confusos com relação a como a igreja pode diminuir a pobreza. Nós alimentamos os famintos, pois como podemos dizer que amamos o próximo se não o alimentamos? Mas, ao mesmo tempo, se apenas fornecemos comida, não estamos fornecendo o maior e melhor recurso que Deus nos deu para a pobreza da alma.

Vídeo do livro Igreja em Lugares Difíceis, de Mez McConnell e Mike McKinley, publicado pela Editora Fiel.


Autor: Mike McKinley

Mike McKinley (MDiv pelo Westminster Theological Seminary) é o pastor da Guilford Baptist Church, em Sterling, Virginia, e foi membro da equipe pastoral da Capitol Hill Baptist Church, em Washington DC. É preletor e autor de livros e artigos teológicos.

Parceiro: 9Marks

9Marks
O ministério 9Marks tem como objetivo equipar a igreja e seus líderes com conteúdo bíblico que apoie seu ministério.

Ministério: Editora Fiel

Editora Fiel
A Editora Fiel tem como missão publicar livros comprometidos com a sã doutrina bíblica, visando a edificação da igreja de fala portuguesa ao redor do mundo. Atualmente, o catálogo da Fiel possui títulos de autores clássicos da literatura reformada, como João Calvino, Charles Spurgeon, Martyn Lloyd-Jones, bem como escritores contemporâneos, como John MacArthur, R.C. Sproul e John Piper.

Veja Também

A origem do movimento pró-autoestima

Não temos o poder que dizemos ter. No fim do dia, essa cosmovisão torna-se cansativa, pois ela nos torna escravos de nós mesmos, em vez de nos libertar.